Repositório Digital

A- A A+

A Modified phosphate-carrier protein theory is proposed as a non-target site mechanism For glyphosate resistance in weeds

.

A Modified phosphate-carrier protein theory is proposed as a non-target site mechanism For glyphosate resistance in weeds

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A Modified phosphate-carrier protein theory is proposed as a non-target site mechanism For glyphosate resistance in weeds
Outro título Teoria das Proteínas Carregadoras Fosfato Modificadas Proposta como Mecanismo de Resistência ao Herbicida Glyphosate em Plantas Daninhas
Autor Roso, Ana Carolina
Vidal, Ribas Antonio
Abstract Glyphosate is an herbicide that inhibits the enzyme 5-enolpyruvyl-shikimate-3- phosphate synthase (EPSPs) (EC 2.5.1.19). EPSPs is the sixth enzyme of the shikimate pathway, by which plants synthesize the aromatic amino acids phenylalanine, tyrosine, and tryptophan and many compounds used in secondary metabolism pathways. About fifteen years ago it was hypothesized that it was unlikely weeds would evolve resistance to this herbicide because of the limited degree of glyphosate metabolism observed in plants, the low resistance level attained to EPSPs gene overexpression, and because of the lower fitness in plants with an altered EPSPs enzyme. However, today 20 weed species have been described with glyphosate resistant biotypes that are found in all five continents of the world and exploit several different resistant mechanisms. The survival and adaptation of these glyphosate resistant weeds are related toresistance mechanisms that occur in plants selected through the intense selection pressure from repeated and exclusive use of glyphosate as the only control measure. In this paper the physiological, biochemical, and genetic basis of glyphosate resistance mechanisms in weed species are reviewed and a novel and innovative theory that integrates all the mechanisms of non-target site glyphosate resistance in plants is presented
Resumo Glyphosate é uma glicina fosfonada e inibe a enzima 5-enolpiruvil-shikimato-3-fosfato sintase (EPSPS) (EC 2.5.1.19). EPSPS é a sexta enzima da rota do shikimato, na qual são sintetizados os compostos do metabolismo secundário e os aminoácidos aromáticos fenilalanina, tirosina e triptofano. Alguns autores hipotetizaram que seria improvável a evolução de plantas daninhas resistentes a este herbicida. As justificativas estariam relacionadas à limitada metabolização de glyphosate nas plantas, ao baixo nível de resistência obtido com a superexpressão do gene EPSPS e à alta penalidade de adaptação oriunda de mutações no gene EPSPS. Mas, atualmente estão descritas 18 espécies com biótipos resistentes distribuídas em 17 países. A sobrevivência e adaptação estão relacionadas aos mecanismos de resistência que ocorrem nas plantas daninhas selecionadas em função da intensa pressão de seleção do herbicida. Esta revisão objetiva apresentar e discutir evidências fisiológicas, bioquímicas e genéticas que fundamentam os principais mecanismos envolvidos na resistência ao herbicida glyphosate em plantas daninhas
Contido em Planta daninha. Viçosa, MG. Vol. 28, n. esp., (jul./set. 2010), p. 1175-1185
Assunto Erva daninha
Herbicida
Herbicida
Planta daninha
Proteínas carregadoras de membrana
Resistência
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/118874
Arquivos Descrição Formato
000953110.pdf (1.246Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.