Repositório Digital

A- A A+

Comparative study of intraperitoneal adhesions associated with the use of meshes of polypropylene and prolypropylene coated with omega-3 fatty acid

.

Comparative study of intraperitoneal adhesions associated with the use of meshes of polypropylene and prolypropylene coated with omega-3 fatty acid

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comparative study of intraperitoneal adhesions associated with the use of meshes of polypropylene and prolypropylene coated with omega-3 fatty acid
Outro título Estudo comparativo de aderências intraperitoneais associadas ao uso das telas de polipropileno e de malha leve de polipropileno revestida com ácido graxo ômega -3
Autor Kist, Caroline
Manna, Bibiana Borges
Montes, Juliano Hermes Maeso
Bigolin, André Vicente
Grossi, João Vicente Machado
Cavazzola, Leandro Totti
Abstract Objective: To compare intraperitoneal adhesion formation with placement of polypropylene mesh and use of lightweight polypropylene mesh coated with omega-3 fatty in rats. Methods: Twenty-seven Wistar rats were randomized into three groups. In group 0 no mesh was placed; in group 1 we implanted a polypropylene mesh; and in group 2 there was implantation of a polypropylene mesh coated with omega-3 fatty acid. We evaluated adhesions presence and degree, breaking strength, percentage of area covered and retraction of the implanted meshes. Results: Group 0 had no adhesion. Groups 1 and 2 showed adhesions on the surface of the mesh, omentum, liver and intestinal loops. There were grades 1 and 2 adhesions in 100% of the polypropylene coated group and in 60% of the polypropylene group. The remaining were grade 3 adhesions, and differed significantly between groups (p <0.001). The breaking strength of adhesions on the polypropylene coated group was significantly higher than with the polypropylene alone (p = 0.016). There was no difference in mesh retraction or area covered by the mesh. The analysis of the mesh coated with omega-3 fatty acid distribution showed adhesions preferentially located at the edges when compared to polypropylene, predominantly in the center. Conclusion: The type of adhesions, percentage of surface affected and retraction were not significantly different between meshes. The fatty acids coated mesh had a lower degree of adhesions and these required a greater force to rupture, possibly by their occurrence at the edges of the mesh
Resumo Objetivo: Comparar as aderências entre dois grupos de ratas Wistar submetidas à colocação intraperitoneal da tela de polipropileno e malha leve de polipropileno revestida com ácido graxo ômega-3. Métodos: Foram utilizadas 27 ratas Wistar randomizadas em três grupos. No grupo 0 não houve colocação de prótese, no grupo 1 houve implantação da prótese de polipropileno e no grupo 2, implantação de prótese de polipropileno revestida com ácido graxo ômega-3. Foi avaliadas a presença de aderências, grau, força de ruptura, percentual de área recoberta e retração das telas aferidas. Resultados: O grupo 0 não apresentou aderência. Os grupos 1 e 2 apresentaram aderência na superfície da prótese, omento, fígado e alça intestinal. Foram encontradas aderências grau 1 e 2 em 100% do grupo polipropileno revestida com ácido graxo ômega-3 e em 60% do grupo polipropileno. As demais eram aderências grau 3, e diferiram significativamente entre os grupos (p< 0,001). A força de ruptura da aderência na tela polipropileno revestida com ácido graxo ômega-3 foi significativamente maior do que na tela de polipropileno (p= 0,016). Não houve diferença na retração das telas ou superfície acometida pelas telas. A análise da tela revestida com ácido graxo ômega-3 demonstrou distribuição preferencialmente nas bordas em relação ao polipropileno, com predomínio no centro. Conclusão: O tipo de aderência, percentual de superfície acometida e retração não foram significativamente diferentes entre as telas. A tela de baixo peso apresentou menor grau de aderências, e, estas, necessitaram força maior para ruptura, possivelmente pelo predomínio de sua ocorrência nas bordas da tela
Contido em Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Rio de Janeiro. Vol.39, n.3 (maio/jun. 2012), p. 201-206
Assunto Ácidos graxos ômega-3
Ácidos graxos ômega-3
Aderências
Aderências teciduais
Hérnia
Polipropilenos
Polipropilenos
Telas cirúrgicas
Telas cirúrgicas
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/119055
Arquivos Descrição Formato
000955913.pdf (157.7Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.