Repositório Digital

A- A A+

Nova abordagem para análise de autofagia com o marcador Laranja de acridina

.

Nova abordagem para análise de autofagia com o marcador Laranja de acridina

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nova abordagem para análise de autofagia com o marcador Laranja de acridina
Autor Thomé, Marcos Paulo
Orientador Lenz, Guido
Co-orientador Chiela, Eduardo Cremonese Filippi
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Curso de Biomedicina.
Assunto Autofagia
Citometria de fluxo
Laranja acridina
Resumo Autofagia é um processo de degradação intracelular amplamente distribuído entre eucariotos, responsável pela degradação de proteínas envelhecidas e de organelas. Constituintes citoplasmáticos são sequestrados em organelas de dupla membrana, os autofagossomos, que posteriormente se fundem com os lisossomos onde ocorre a degradação do conteúdo autofagocitado por hidrolases ácidas. Esse sistema tem sido implicado em vários processos patológicos e fisiológicos, incluindo o turnover de proteínas e organelas, resposta a privação de nutrientes e morte celular. Vários métodos para avaliação de autofagia estão disponíveis, dentre eles microscopia eletrônica, microscopia de fluorescência, métodos bioquímicos e avaliação dos níveis de expressão de proteínas ligadas ao processo autofágico. Laranja de acridina é um marcador acidotrópico cujas características permitem seu uso como marcador de autofagossomos maduros. Apresenta fluorescência verde ao entrar na célula e ao ficar retido em compartimentos ácidos sua fluorescência é vermelha, o que permite a quantificação do volume dos compartimentos ácidos da célula por citometria de fluxo, sendo um fácil método de triagem para avaliação de autofagia. O atual método de quantificação leva em consideração a fluorescência vermelha absoluta. Propomos, a partir das características físico-químicas do corante laranja de acridina, uma quantificação que leva em conta a razão de fluorescência verde e vermelha. Demonstramos aqui que, em comparação com a abordagem usual de análise de laranja de acridina, os dados obtidos através da nova abordagem de quantificação apresentam maior correlação com os dados obtidos por outros métodos bem estabelecidos em autofagia.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/119153
Arquivos Descrição Formato
000970136.pdf (893.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.