Repositório Digital

A- A A+

Cardiorespiratory responses during and after water exercise in pregnant and non-pregnant women

.

Cardiorespiratory responses during and after water exercise in pregnant and non-pregnant women

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cardiorespiratory responses during and after water exercise in pregnant and non-pregnant women
Outro título Respostas cardiorrespiratórias durante e após exercício aquático em gestantes e não gestantes
Autor Finkelstein, Ilana
Figueiredo, Paulo André Poli de
Alberton, Cristine Lima
Bgeginski, Roberta
Stein, Ricardo
Kruel, Luiz Fernando Martins
Abstract PURPOSE: to compare the blood pressure and oxygen consumption (V.O2) responses between pregnant and non-pregnant women, during cycle ergometer exercise on land and in water. METHODS: ten pregnant (27 to 29 weeks of gestation) and ten non-pregnant women were enrolled. Two cardiopulmonary tests were performed on a cycle ergometer (water and land) at the heart rate corresponding to V.O2, over a period of 30 minutes each. Exercise measurements consisted of recording blood pressure every five minutes, and heart rate and V.O2 every 20 seconds. Two-way ANOVA was used and α=0.05 (SPSS 17.0). RESULTS: there was no difference in cardiovascular responses between pregnant and non-pregnant women during the exercise. The Pregnant Group demonstrated significant differences in systolic (131.6±8.2; 142.6±11.3 mmHg), diastolic (64.8±5.9; 74.5±5.3 mmHg), and mean blood pressure (87.0±4.1; 97.2±5.7 mmHg), during water and land exercise, respectively. The Non-pregnant women Group also had a significantly lower systolic (130.5±8.4; 135.9±8.7 mmHg), diastolic (67.4±5.7; 69.0±10.1 mmHg), and mean blood pressure (88.4±4.8; 91.3±7.8 mmHg) during water exercise compared to the land one. There were no significant differences inV.O2 values between water and land exercises or between pregnant and non-pregnant women. After the first five-minute recovery period, both blood pressure and V.O2 were similar to pre-exercise values. CONCLUSION: for pregnant women with 27 to 29 weeks of gestation, water exercise at the heart rate corresponding to V.O2 is physiologically appropriate. These women also present a lower blood pressure response to exercise in water than on land
Resumo OBJETIVO: comparar as respostas da pressão arterial e do consumo de oxigênio (V.O2) no exercício em bicicleta ergométrica, realizado na terra e na água, por gestantes e não gestantes. MÉTODOS: dez gestantes (entre 27 e 29 semanas) e dez não gestantes realizaram dois testes em cicloergômetro (um na água e um na terra), na frequência cardíaca correspondente ao primeiro limiar ventilatório (V.O2LV), com duração de 30 minutos cada. A pressão arterial foi aferida a cada cinco minutos durante o exercício e a frequência cardíaca e o V.O2 a cada 20 segundos. Foi utilizada a análise de variância two-way e α=0,05 (SPSS 17.0). RESULTADOS: não houve diferença nas respostas cardiovasculares entre gestantes e não gestantes durante o exercício. O Grupo Gestante apresentou valores significativamente mais baixos de pressão arterial sistólica (131,6±8,2; 142,6±11,3 mmHg), diastólica (64,8±5,9; 74,5±5,3 mmHg) e média estimada (87,0±4,1; 97,2±5,7 mmHg), no exercício aquático comparado ao terrestre, respectivamente. O Grupo Não gestante também apresentou valores de pressão arterial sistólica (130,5±8,4; 135,9±8,7 mmHg), diastólica (67,4±5,7; 69,0±10,1 mmHg) e média (88,4±4,8; 91,3±7,8 mmHg) mais baixos no exercício na água do que na terra, respectivamente. Os valores de V.O2 absoluto não apresentaram diferenças significativas, durante o exercício entre gestantes e não gestantes, como também nos meios aquáticos e terrestres. Após cinco minutos de repouso pós-exercício, tanto a pressão arterial quanto o V.O2 já apresentavam valores semelhantes aos de repouso pré-exercício. CONCLUSÃO: para gestantes entre 27 e 29 semanas de gestação, a escolha pelo exercício aquático realizado na frequência cardíaca correspondente ao V.O2LV é fisiologicamente adequada. Essas mulheres também apresentam um comportamento de pressão arterial mais baixo na água comparado ao meio terrestre
Contido em Revista brasileira de ginecologia & obstetrícia. Rio de Janeiro. Vol. 33, n.12, (dez. 2011), p. 388-394
Assunto Consumo de oxigênio
Consumo de oxigênio
Esforço físico
Exercício
Fisiologia do exercício
Gravidez
Gravidez
Pressão arterial
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/119226
Arquivos Descrição Formato
000966590.pdf (3.201Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.