Repositório Digital

A- A A+

Meloxicam subaracnoide não inibe a hipernocicepção mecânica no teste da carragenina em ratos

.

Meloxicam subaracnoide não inibe a hipernocicepção mecânica no teste da carragenina em ratos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Meloxicam subaracnoide não inibe a hipernocicepção mecânica no teste da carragenina em ratos
Outro título Subarachnoid meloxicam does not inhibit the mechanical hypernociceptionon carrageenan test in rats
Autor Moura, Lanucha Fidelis da Luz
Vidor, Silvana Bellini
Trindade, Anelise Bonilla
Mörschbächer, Priscilla Domingues
Oleskovicz, Nilson
Contesini, Emerson Antônio
Resumo Justificativa e objetivo: Avaliar os efeitos antinociceptivos do meloxicam subaracnóideo sobre a hipernocicepc¸ão mecânica induzida pela carragenina em ratos. Métodos: Estudo randômico e controlado. Dezoito ratos Wistar, machos adultos, foram submetidos à implantac¸ão de uma cânula subaracnóidea, e aleatoriamente distribuídos em dois grupos: o Grupo I (GI) recebeu 5 L de soluc¸ão salina, enquanto que ao Grupo II (GII) foram administrados 30 g de meloxicam, ambos pela via subaracnóidea. A hipernocicepc¸ão mecânica foi induzida pela injec¸ão intraplantar de carragenina e avaliada com o emprego de um analgesímetro digital a cada 30 minutos durante um período de 4 horas. Os resultados foram registrados como o do limiar de retirada (g), calculado subtraindo-se o valor das mensurac¸ões após os tratamentos, do valor basal. Resultados: Os valores médios do do limiar de retirada foram menores no grupo tratado com meloxicam ao longo de todos os momentos de avaliac¸ão entre 45 e 165 minutos, contudo não foi demonstrada significância estatística (p = 0,835) para essa diferenc¸a. Conclusão: A administrac¸ão subaracnóidea do meloxicam na dose de 30 g.animal---1 não foi capaz de suprimir a hipernocicepc¸ão mecânica em um modelo de dor inflamatória induzida pela administrac¸ão intraplantar de carragenina em ratos. Os dados sugerem que outras doses sejam pesquisadas antes que o efeito do fármaco seja descartado
Abstract Background and objective: Evaluate the antinociceptive effects of subarachnoid meloxicam onthe mechanical hypernociception induced by carrageenan in rats.Methods: Randomized controlled trial. Eighteen adult male Wistar rats underwent a cannulaimplantation into the subarachnoid space and were randomly divided into two groups: Group I(GI) received saline solution 5 L, while Group II (GII) received meloxicam 30 mg. The mechani-cal hypernociception was induced by intraplantar injection of carrageenan and evaluated usinga digital analgesymeter every 30 minutes during a 4 hour period. The results were recorded asthe withdrawal threshold (in g), calculated by subtracting the measurement value afterResults: The withdrawal threshold mean values were lower in the group of patients trea-ted with meloxicam over all time points between 45 and 165 minutes, however, there was nostatistical significance, (p = 0.835) for this difference.Conclusion: Subarachnoid meloxicam at a dose of 30 g.animal---1did not suppress the mecha-nical hypernociception in a model of inflammatory pain induced by intraplantar administrationof carrageenan in rats. The data suggest that other dosages should be investigated the drugeffect is discarded
Contido em Ars veterinaria: revista de medicina veterinaria e zootecnia. São Paulo, SP. Vol. 65, n. 2 mar./abr. 2015), 5 [f.]
Assunto Carragenina
Cirurgia veterinaria: Pequenos animais
Dor : Cirurgia
Meloxicam
[en] Carrageenan
[en] NSAIDs
[en] Pain
[en] Spinal cord
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/119229
Arquivos Descrição Formato
000963555.pdf (503.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.