Repositório Digital

A- A A+

Substituição do ligamento redondo por implante de fáscia lata bubalina preservada ou pino transarticular no tratamento da luxação coxofemural em cães.

.

Substituição do ligamento redondo por implante de fáscia lata bubalina preservada ou pino transarticular no tratamento da luxação coxofemural em cães.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Substituição do ligamento redondo por implante de fáscia lata bubalina preservada ou pino transarticular no tratamento da luxação coxofemural em cães.
Autor Sia, Daniel Barbosa
Orientador Silva Filho, Antônio de Pádua Ferreira da
Co-orientador Contesini, Emerson Antônio
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Caes : Cirurgia veterinaria
Cirurgia veterinaria : Caes
Implantes : Animais domésticos
Luxacao
[en] Coxofemoral
[en] Dog
[en] Fascia lata
[en] Luxation
Resumo Afecções ortopédicas são freqüentes em pequenos animais e dentre essas afecções destaca-se a luxação coxofemoral – a mais freqüente dentre as luxações. Devido a tal incidência, a luxação coxofemoral tornou-se objeto de inúmeras pesquisas em medicina veterinária, sendo o tratamento cirúrgico o mais efetivo para sua correção. Ainda não foi, no entanto, desenvolvida uma técnica cirúrgica preferencial, amplamente difundida nas rotinas hospitalares. O presente trabalho avalia comparativamente o implante de fáscia lata bubalina e de pino de Steinmann transarticular para a estabilização de articulações coxofemorais luxadas. Foram utilizados 26 cães, separados em dois grupos que foram também, por sua vez, subdivididos. O primeiro grupo foi denominado “grupo Experimental” e reuniu 16 animais: oito pertencentes ao subgrupo “pino” e oito ao subgrupo “fáscia”. O segundo grupo foi denominado “grupo Rotina” e constituído por dez animais provenientes da rotina de atendimentos do Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sendo igualmente subdividido nos subgrupos “pino” e “fáscia”, com cinco animais cada um. Os cães foram submetidos às respectivas técnicas de estabilização e acompanhados clínica e radiograficamente durante 60 dias, findos os quais os animais do grupo Experimental passaram por avaliação macroscópica direta das articulações, além da histopatologia e teste de tensiometria. A principal vantagem da fáscia respeita à deambulação dos animais, que apresentaram evolução pós-operatória significativamente precoce em relação ao grupo submetido ao implante do pino de Steinmann transarticular, além de menor grau de atrofia muscular. Os testes de tensiometria, avaliações radiográficas e exames histopatológicos não apresentaram diferenças estatisticamente significativas entre os grupos, evidenciando também que ambas as técnicas não geraram alterações deletérias à articulação operada. Destarte, conclui-se que a técnica de estabilização da articulação coxofemoral com implante de fáscia lata é eficaz e vantajosa quando comparada à técnica do pino transarticular.
Abstract The orthopedics disorders are very frequent in small animals and among them we can find the coxofemoral luxation as the most frequent disease. Because of a high incidence it became an important subject for veterinary researches. Surgery is the most effective treatment in cases of coxofomoral luxation, although the techniques that already exist are not so used in the clinics routine because of some difficulties these techniques present. In this paper the bubaline fascia lata implant and Steinmann transarticular pin were compared in surgeries for coxofemoral luxation. Twenty-six animals were used, divided into two groups that were subdivided. The first group was called “Grupo Experimental” and was formed by 16 animals, 8 animals in the subgroup called “pino” and the other 8 animals in the subgroup “fáscia”. The second group was called “Rotina” because these animals came from the routine of the clinic sector of Universidade Federal do Rio Grande do Sul Veterinary Hospital, and these groups were also subdivided in the subgroups “pino” and “fáscia”, with 5 animal each. These groups were submitted to the mentioned above stabilization techniques and after that, they were observed clinically and radiografically during 60 days. After that, it was realized a macroscopic study in the articulations of “Grupo Experimental”, besides an histopatological exam and a tensiometry test. The results showed that the technique with the bubaline fascia lata implant proved to be really efficient and it has some advantages comparing to the transarticular pin technique. The most important advantage is related to the deambulation, where the animals in this group showed a better evolution after the surgery. The level of muscular atrophy in this group was less marked. The tensiometry tests, the radiographic and histopatological exams did not present important differences between the two groups, but they were useful to show that the two techniques did not cause bad alterations in the worked articulation. In this sense it can be concluded that the stabilization of the coxofemoral articulation using bubaline fascia lata implant is a better technique comparing to the transarticular pin technique due to its advantages, mainly related to the deambulation and the muscular atrophy.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/11969
Arquivos Descrição Formato
000606687.pdf (1.184Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.