Repositório Digital

A- A A+

A Comunidade de quirópteros, sua biologia e ecologia no Parque Natural Municipal Nascentes do Garcia, Estado de Santa Catarina, Brasil

.

A Comunidade de quirópteros, sua biologia e ecologia no Parque Natural Municipal Nascentes do Garcia, Estado de Santa Catarina, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A Comunidade de quirópteros, sua biologia e ecologia no Parque Natural Municipal Nascentes do Garcia, Estado de Santa Catarina, Brasil
Autor Althoff, Sérgio Luiz
Orientador Freitas, Thales Renato Ochotorena de
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Biologia animal
Ecologia animal
Parque Natural Municipal Nascentes do Garcia (Blumenau, SC)
Quirópteros
Resumo A comunidade de morcegos em uma Unidade de Conservação (Parque Natural Nascentes do Garcia, Santa Catarina) foi estudada quanto sua composição, variações temporais e atividades horárias. Esta UC está localizada no Bioma Floresta Ombrófila Densa (Mata Atlântica), possuindo em sua área diversos estágios de sucessão vegetal, mas em sua maioria apresenta-se como secundária avançada. As campanhas foram realizadas mensalmente de abril de 2004 a junho de 2006, com duração de três noites, em duas áreas distintas, sempre na fase de lua nova. Para as capturas foram utilizadas oito redes-de-neblina, sendo quatro de 12 x 3 m (com sua primeira bolsa a uma altura de 0,5 m) e quatro de 7 x 2,5 m (com sua primeira bolsa a uma altura de 4,5 m). As redes foram armadas nos diversos ambientes existentes nas áreas, sendo dispostas sempre nos mesmos lugares ao longo de todo o trabalho. Eram abertas ao anoitecer, revisadas em intervalos de 30 minutos e fechadas após seis horas de amostragem.Os morcegos capturados foram identificados em campo, sexados, medidos, marcados e liberados no local de captura. Poucos exemplares foram sacrificados para formação de uma coleção de referência e depositados na coleção da Universidade Regional de Blumenau. Ao longo de 27 meses de coleta (162 dias e nove estações do ano), obteve-se um total de 2252 capturas, distribuídas em 23 espécies, 15 gêneros e três famílias. Existiu uma predominância da família Phyllostomidae, especialmente da subfamília Sternodermatinae. Com exceção da espécie Sturnira tildae, todas as outras estavam em suas conhecidas áreas de distribuição, esta espécie teve na área uma ampliação de sua distribuição austral de 200 km. A maioria das espécies (65%) foram classificadas, sazonalmente, como Acessórias ou Acidentais, sendo que todas as classificadas como Constantes (35%) pertenciam a família Phyllostomidae. Existiram diferenças marcantes na densidade das espécies ao longo das estações do ano, bem como de um ano para o outro, o que demonstrou que a densidade das espécies na comunidade tem uma variação supra-anual. O mesmo foi encontrado para a diversidade e para riqueza. Foi constatada uma correlação positiva da diversidade com apluviosidade e da riqueza com a temperatura, a densidade não apresentou correlação com nenhum fator abiótico. Espécies de frugívoros com nichos potencialmente sobrepostos (tamanho, peso similares e mesmo tipo de alimentação) e com densidade populacional alta, apresentaram, entre elas, diferenças estatisticamente significantes em seus padrões de atividade horária diária, o que não ocorreu com espécies de baixa densidade, o que indicou aparentemente que esta disjunção nas atividades está mais relacionada ao comportamento que a competição alimentar. Tentou-se apresentar de uma forma abrangente que aspectos biológicos e ecológicos, da fauna de morcegos podem apresentar variações sazonais e anuais, mesmo em áreas com o mínimo de perturbação antrópica. Os resultados disponibilizam um suporte teórico para trabalhos que venham a utilizar os morcegos como bio-indicadores.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/12000
Arquivos Descrição Formato
000615510.pdf (1.064Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.