Repositório Digital

A- A A+

Radiografia periapical como ferramenta de predição para baixa massa óssea

.

Radiografia periapical como ferramenta de predição para baixa massa óssea

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Radiografia periapical como ferramenta de predição para baixa massa óssea
Autor Licks, Renata
Orientador Fontanella, Vania Regina Camargo
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Osteoporose
Radiografia dentaria
[en] Bone density
[en] Dental
[en] Osteoporosis
[en] Radiography
Resumo O presente estudo teve como objetivo verificar se a radiografia periapical é capaz de identificar pacientes com baixa massa óssea, combinando a análise morfológica do trabeculado ósseo e a densidade radiográfica a parâmetros clínicos. A amostra foi constituída por 60 mulheres na faixa etária acima de 40 anos e em período pós-menopausa que foram encaminhadas ao Serviço de Radiologia da Faculdade de Odontologia da UFRGS durante o ano de 2006, com indicação de radiografia periapical da região de pré-molares e/ou molares inferiores e que realizaram, no mesmo período, um exame de densitometria óssea pela técnica de absorciometria por raios X de emissão dual (DXA) nas regiões de coluna lombar e fêmur proximal. Com base nos resultados da densitometria, as pacientes foram divididas em dois grupos (normal e com perda óssea) e para cada radiografia foram obtidos os valores de densidade radiográfica e 14 variáveis morfológicas do trabeculado. As variáveis clínicas utilizadas foram idade e IMC. A análise estatística por árvores de classificação e regressão foi utilizada para testar o poder preditivo dos fatores de risco - clínicos e radiográficos - na classificação das pacientes nos grupos normal e com perda óssea. A idade e o número de pontos terminais/periferia, seguido da periferia/área trabecular, densidade radiográfica e por último o IMC foram as variáveis que melhor dividiram as pacientes em normais e com perda óssea. Esse estudo conclui que a combinação das variáveis clínicas e radiográficas obtidas por meio de radiografias periapicais é capaz de identificar pacientes com perda de massa óssea. Dessa forma, o cirurgião-dentista está apto a identificar as pacientes com risco de desenvolver osteoporose e encaminhá-las para avaliação médica.
Abstract The aim of this study was to determine whether periapical radiograph can be used to identify patients with low bone mass. This goal was accomplished by combining trabecular morphologic analysis with radiographic density measurements as well as with clinical parameters. The study subject consisted of 60 postmenopausal women over forty years of age who were conducted to the Dental Radiology Service of UFRGS School of Dentistry during the year of 2006 to take a periapical radiograph of mandibular premolar and/or molar regions. Additionally, measurements of lumbar spine and proximal femur’s bone mineral density were obtained from these patients by dual-energy X-ray absortiometry, during the same period. The subjects were classified either as normal or with low bone mass according to their bone mineral density. Radiographic density measurements and fourteen morphologic features were obtained from each dental radiograph by the use of digital image processing software. The clinical variables considered were subject´s age and bone mass index (BMI). Classification and regression tree (CART) analysis was used to test the predictive power of clinical and radiographic risk factors to classify individual in either normal or low bone mass classes. CART analysis found that the most important variables for classifying subjects were age, number or terminal points/periphery, periphery/trabecular area, radiographic density and BMI. This study showed that the combination of clinical and radiography factors can identify individuals with low bone mineral density with higher accuracy than either one of the factor taken individually. As a consequence, dentists are able to pre-screen patients with abnormally high risk for developing osteoporosis through standard routine exams and conduct these patients to further medical evaluation whenever necessary.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12162
Arquivos Descrição Formato
000623793.pdf (301.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.