Repositório Digital

A- A A+

Análise histológica e radiografica de enxerto ósseo alógeno congelado em defeito ósseo alveolar : estudo experimental em ratos

.

Análise histológica e radiografica de enxerto ósseo alógeno congelado em defeito ósseo alveolar : estudo experimental em ratos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise histológica e radiografica de enxerto ósseo alógeno congelado em defeito ósseo alveolar : estudo experimental em ratos
Autor Munaretto, Jessica Cerioli
Orientador Ferreira, Eduardo Silveira
Puricelli, Edela
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Dentes : Erupcao
Enxerto osseo
[en] Bone allograft
[en] Tooth eruption
[en] Ultrasound
Resumo Proposição: avaliar radiograficamente e histologicamente o comportamento do incisivo inferior de rato frente à realização de uma solução de continuidade em sua porção radicular mediana quanto ao comportamento do tecido pulpar e dos enxertos ósseos alógenos congelados à -80°C e a evolução do seu processo eruptivo dentário em alvéolos quando expostos aos efeitos da ação do ultra-som. Metodologia: estudo experimental in vivo, amostragem randomizada, com um grupo teste e outro controle. Constou de 29 ratos, da espécie Rattus novergicus albinus, linhagem Wistar, machos, divididos em quatro grupos, correspondendo aos tempos de sete, 14, 21 e 45 dias. Em cada grupo, cinco animais foram teste e dois animais foram controle. Em cada animal foi removido, cirurgicamente, o segmento medial do incisivo inferior direito. Entretanto, nos animais do grupo experimental foram realizados enxertos de osso alógeno congelado a -80°C, nos 2,0mm distais do total da cavidade alveolar cirurgicamente obtida com ultra-som.Resultados: aos sete dias observou-se estrutura tecidual desorganizada e ricamente vascularizada em ambos os grupos avaliados e início da integração do enxerto ósseo no grupo teste. Aos 14 dias seguem as mesmas observações descritas aos sete dias com progressão da incorporação do enxerto ósseo. Aos 21 dias, observa-se intensa neoformação óssea, ricamente vascularizada em ambos grupos. Aos 45 dias, existe também uma intensa neoformação óssea alveolar, fechando o alvéolo e a completa integração dos enxertos ósseos. Em todos os grupos observou-se que houve mínimo crescimento do segmento dentário proximal e que o mesmo manteve sua vitalidade pulpar. Conclusão: Após a realização deste estudo foi possível concluir que: o tecido pulpar, contido no segmento proximal manteve sua vitalidade, reagindo na forma de reparação dentinária compatível com o dente humano; o enxerto ósseo alógeno congelado evolui favoravelmente no processo de incorporação a partir de um leito receptor criado no alvéolo dentário e que o incisivo inferior do rato, submetido à odontossecção com ultra-som não seguiu com o processo de crescimento e erupção em seu segmento proximal, podendo estar relacionado com o reparo do alvéolo devido à intensa neoformação óssea, provavelmente por efeito do ultra-som.
Abstract Proposition: This study aimed to evaluate, both radiographically and histologically, the behaviour of a rat’s inferior incisive concerning the realization of a continuous solution in its medial radicular portion, regarding the behaviour of the pulpal tissue and allogeneic freezing bone grafts, at –80° C, as well as the evolution in its dental eruptive process in alveoli exposed to ultrasound effects. Methodology: An in vivo experimental study, using randomized samples, including a study group and a control group. Twenty-nine Wistar strain male rats, Rattus novergicus albinus species, divided into 4 groups, corresponding to 7, 14, 21, and 45 days. From each group, five animals were considered as the test group, and two of them as the control group. Each animal had the medial segment of the right inferior incisive surgically removed. However, the animals from the test group underwent allogeneic freezing bone grafts, at –80° C, in a range of 2.0 mm distal of the total alveolar cavity, surgically performed by ultrasound. Results: In seven days a disorganized and well-vascularized tissue structure in both assessment groups as well as the beginning of the integration of the bone graft in the experimental group could be observed. In 14 days similar observations to day 7 and progression in the incorporation of the bone graft were found. In 21 days intense, well-vascularized, bone neoformation was observed in both groups. In 45 days an intense neoformation of the alveolar bone could also be observed, with the closure of the alveolus, and the complete integration of the bone grafts. All groups had a minimum growth of the dental proximal segment, which maintained its pulpal vitality. Conclusion: The study concluded that the pulpal tissue contained in the proximal segment maintained its vitality, providing a reaction compatible with human tooth regarding dental repairing. The allogeneic freezing bone graft evolved favorably in the incorporation process from a receiver layer created inside the dental alveolus. It was also concluded the rat’s inferior incisive which underwent ultrasonic dental cutting did not follow the growth and eruption process in its proximal segment, what might be related to the alveolus repair due to intense bone neoformation, probably caused by the ultrasound effect.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12163
Arquivos Descrição Formato
000623809.pdf (1.491Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.