Repositório Digital

A- A A+

Memórias da rural : narrativas da experiência educativa de uma escola normal rural pública (1950-1960)

.

Memórias da rural : narrativas da experiência educativa de uma escola normal rural pública (1950-1960)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Memórias da rural : narrativas da experiência educativa de uma escola normal rural pública (1950-1960)
Autor Almeida, Dóris Bittencourt
Orientador Stephanou, Maria
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Educação do campo
Educação rural
Ensino público
Escola Normal Rural.
Formação
História da educação
Osório (RS)
Políticas públicas
Professor
Resumo Este é um estudo acerca da história da educação do Rio Grande do Sul, particularmente no âmbito da história da educação rural e da formação docente, durante as décadas de 1950 e 1960. Investigaram-se as memórias de sujeitos que desenvolveram sua formação docente em uma Escola Normal Rural Pública, no município de Osório. Alunos, professores e funcionários vivenciaram uma experiência educativa inédita. O ineditismo de tal instituição sustenta-se pelo seu caráter multifacetado, por ser pública, mista e rural e, portanto, agregar rapazes e moças distintos entre si, que buscavam a possibilidade de ascensão social por meio de uma profissão legitimamente reconhecida. Interessou compreender como essa experiência escolar é construída pelas narrativas de memórias de professores/as e alunos/as da escola e as marcas da formação em suas experiências pessoais e profissionais. Assim, por meio da metodologia da história oral, procurou-se analisar o processo de memória desses sujeitos, a partir dos discursos e dos conteúdos de verdade produzidos em entrevistas. Para investigar como os sujeitos hoje rememoram suas vivências, entende-se a necessidade de compreender melhor como se produziu a profissão docente rural. Para tanto, considerou-se relevante a análise dos discursos que circularam na época, especialmente os discursos difundidos pela imprensa pedagógica, e que tinham o objetivo de interpelar o professorado rural, buscando perceber em que medida tais discursos subjetivavam esses/essas professores/as, o modo como pensavam, agiam e se expressavam nos espaços de construção da profissão. Além disso, foram examinados outros documentos escritos, como os documentos próprios da legislação docente rural. A pesquisa concluiu que o processo de memória não é algo puramente individual, não representa exatamente o que se passou, mas é fruto de uma construção social de um grupo de indivíduos, o grupo de alunos e professores da Escola Normal Rural, que constitui uma comunidade de memória, marcada pela referência à Escola, sempre presente na construção de suas identidades.
Abstract The present study is about the history of education in the state of Rio Grande do Sul, especially the history of rural education and teacher training during the 1950’s and 1960’s. The memories of subjects who took their training in a public rural teacher training school in the town of Osório, in the state of Rio Grande do Sul, were investigated. In this school, students, teachers, and employees had a unique educational experience. The novelty of such institution is supported by its quality of having many different characteristics, the fact of being public, mixed, rural, and, therefore, grouping young men and women that were unlike each other who were searching for the possibility of social ascendance through a legitimate and acknowledged profession. It was our interest to understand how this experience is built up by the narration of the memories of teachers and students of this school as well as the marks left by this training in their personal and professional experiences. Thus, through the methodology of oral history, we intended to analyze the process of memory of these subjects from the speeches and contents of truth produced during the interviews made. We understand the need to better comprehend how the profession of a rural teacher was produced in order to investigate how the subjects revive their experiences at present. So, we considered relevant the analysis of the speeches made at the time, especially the ones spread out by the pedagogical press, which had the intent to address the rural teachers, seeking to realize in what ways such speeches influenced these teachers – the way they thought, acted, and expressed themselves towards the construction of their profession. Besides, other written documents were examined, such as the documents from the legislation of rural teacher training. The research concludes that the process of memory is not something purely individual, and does not represent exactly what happened, for it is the outcome of a social construction of a group of individuals, the group of teachers and students of Escola Normal Rural, the school studied, which constitutes a community of memory, marked by the reference to the school, always present in the construction of identities.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/12184
Arquivos Descrição Formato
000617534.pdf (3.632Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.