Repositório Digital

A- A A+

A pedagogia socialista e a formação do educador do campo no século XXI : as contribuições da Pegagogia da Terra

.

A pedagogia socialista e a formação do educador do campo no século XXI : as contribuições da Pegagogia da Terra

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A pedagogia socialista e a formação do educador do campo no século XXI : as contribuições da Pegagogia da Terra
Autor Casagrande, Nair
Orientador Machado, Carmen Lúcia Bezerra
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Brasil
Educação do campo
Educação rural
Educação socialista
Formação
Movimentos sociais
Professor
[en] Formation of the rural educator
[en] Onilateral human formation
[en] Pedagogia da Terra Course
[en] Process of pedagogical work
[en] Rural workers without land movement (MST) and Via Campesina Brazil
[en] Socialist pedagogy
Resumo O presente estudo se insere na Linha de Pesquisa ‘Trabalho, Movimentos Sociais e Educação’, e no Núcleo TRAMSE, do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEDU/UFRGS). Tem como foco de interesse ‘A formação de educadores do campo’. O objetivo geral da pesquisa foi analisar o desenvolvimento do currículo do curso de Pedagogia da Terra, realizado pela Via Campesina Brasil, no Instituto Técnico de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (ITERRA)/Instituto Josué de Castro (IEJC) no período de 2003 a 2007, em Veranópolis, Rio Grande do Sul, Brasil. Com isso, pretendemos contribuir com a elaboração teórica acerca da teoria pedagógica, especificamente na formação dos educadores, a luz do projeto histórico socialista que vem sendo desenvolvido e defendido pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), e incorporado pela Via Campesina Brasil, através do curso de Pedagogia da Terra realizado pelo ITERRA/IEJC. A tese principal apresentada é: os cursos de formação de Pedagogia da Terra, realizados pela Via Campesina Brasil no ITERRA/IEJC, vêm desenvolvendo uma proposta de formação de educadores do campo apoiados em projeto histórico e projeto político-pedagógico revolucionários, numa pedagogia centrada no coletivo, que realiza o vínculo orgânico entre educação escolar e trabalho produtivo e está articulada a um movimento mais amplo de transformação social, com vínculo internacional. Nosso estudo se sustenta na necessidade vital apresentada como demandas próprias do MST. O trabalho se insere na agenda de pesquisa do Movimento, na área de concentração educação e formação, sob a linha de pesquisa educação básica do campo e eixo temático “formação de educadores do campo”; e também na necessidade de estudos aprofundados acerca sobre a temática como demandas impostas a todos os movimentos sociais campesinos ligados à Via Campesina Brasil e, extrapola estes movimentos sociais. Realizamos a discussão do contexto conjuntural brasileiro sob o qual se inserem as políticas públicas para a educação do campo e para a formação de educadores frente a um histórico e acirrado confronto de projetos de classes antagônicas, no qual vivemos. Apresentamos as diretrizes pedagógicas de formação do MST que concebem o curso de Pedagogia da Terra analisado. Debatemos as principais categorias que serviram de apoio ao estudo: a formação humana onilateral, alienação, projeto histórico, teoria pedagógica e pedagogia socialista. Após, desenvolvemos a caracterização geral do fenômeno material estudado a partir dos elementos que o constituem aprofundando a análise do trabalho pedagógico do curso de Pedagogia da Terra realizado no ITERRA/IEJC. Nas conclusões identificamos que o trabalho que vem sendo desenvolvido nesta experiência, apesar de sofrer as determinações da forma como o trabalho se estrutura sob o capital, tem apontado possibilidades de alteração do trato com o conhecimento e com a organização do trabalho pedagógico. Permite identificar a necessária alteração do processo de trabalho pedagógico abordando o conhecimento na sua totalidade, a organização curricular a partir da prática, os complexos temáticos, tendo o trabalho enquanto atividade específica do ser humano. Podemos confirmar a tese principal deste estudo na qual defendemos que vêm sendo materializadas, através destes sujeitos coletivos do campo, de caráter revolucionário, novas possibilidades de organização do trabalho pedagógico que permitem um direcionamento da formação numa perspectiva onilateral, solidificando bases para a construção de princípios que orientam uma teoria pedagógica articulada a um projeto de formação de educadores e um projeto histórico superador das relações de produção do conhecimento e da vida imposta pelo capitalismo.
Abstract The present study is part of the Researche´s Line namely ‘Work, Social Movements and Education’ and ‘Nucleus TRAMSE’ of the Post Graduation in Education Degree of the Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEDU/UFRGS). It focuses in the formation of country educators. The overall objective of this research was to analyze the development of the curriculum used by the Pedagogia da Terra Course developed by Via Campesina Brazil in the Instituto Técnico de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (ITERRA)/Instituto Josué de Castro (IEJC) from 2003 to 2007, in Veranópolis, Rio Grande do Sul, Brazil. Using this research, we aim to contribute to the development of the pedagogical theory; in particular in what relates to the formation of the educators which is the driving force of this historical socialist project being developed by the Rural Workers without Land Movement (MST) and incorporated into the Pedagogia da Terra Course by Via Campesina Brazil-ITERRA/IEJC. The main theses presented is that the Pedagogia da Terra Course (organized by Via Campesina Brazil in the ITERRA/IEJC) has been developing a proposition for the formation of country educators. This pedagogy has a more collective nature, joining school education with productive work; it is also connected to a larger movement of social transformation with links to an international network. Our study is sustained by the vital necessities demanded by the Landless Movement (MST). Labour is inserted in the research program of this movement, in the field of Education (under the line of research in Basic Education in the Country and Formation of the Rural Educators); also in the necessity of a detailed study concerning Literary workload imposed on all rural social movements connected to Via Campesina Brazil. Within the Brazilian context we debated on the social politics related to Rural Education and for the formation of Teachers/Educators facing a historical and inflamed confrontation of opposing projects, in which we live. We present MST’s pedagogical lines of direction from the Pedagogia da Terra Course. We discuss the main categories of this study which are: an unilateral human conditioning, alienation, historical project, pedagogical theory and socialist pedagogy. After we develop the general characterization of the studied material from the elements that constitute it deepening the analysis of the pedagogical work from the course of Pedagogy of the Land carried through in the ITERRA/IEJC. In the conclusions we identify that the work that is being developed in this experiment, although its structure is pre-determined, there are possibilities of alteration of the treaty using the knowledge and the organization of the pedagogical work. It allows to identify the necessary alteration of the process of pedagogical work approaching the knowledge in its totality, the curricular organization from the practical one, the thematic complexes, having the work while specific activity of the human being. We can confirm the main thesis of this study in which we present, through these rural groups of a revolutionary character, new possibilities of organization of the pedagogical work that allow a redirecting of the education towards a more ‘onilateral’ perspective, making solid bases for the construction of principles that guide a pedagogical theory articulated to a project of formation of educators; and a superador historical project of the relations of production of the knowledge and the life imposed by capitalism.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/12204
Arquivos Descrição Formato
000624307.pdf (2.636Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.