Repositório Digital

A- A A+

Teoria e avaliação da personalidade psicopática : construção e evidências de validade de um instrumento de autorrelato para uso na população geral

.

Teoria e avaliação da personalidade psicopática : construção e evidências de validade de um instrumento de autorrelato para uso na população geral

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Teoria e avaliação da personalidade psicopática : construção e evidências de validade de um instrumento de autorrelato para uso na população geral
Autor Hauck Filho, Nelson
Orientador Teixeira, Marco Antonio Pereira
Data 2013
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Análise fatorial
Personalidade anti-social
Psicometria
Teoria de resposta ao item
[en] Factor analysis
[en] Item response theory
[en] Psychometrics
[en] Psychopathy
Resumo O objetivo central da presente tese de doutorado foi a construção e a análise psicométrica de um instrumento de autorrelato para avaliar traços de psicopatia na população geral. Para fundamentar a proposta do instrumento de avalição, foram defendidos três argumentos. O primeiro deles é que embora o problema da medida dos atributos psicológicos ainda se encontre aberto à investigação teórica e empírica, instrumentos psicométricos são recursos adequados para obter informação psicológica. O segundo é que o autorrelato é um método legítimo de avaliação da psicopatia em situações em que não há incentivos explícitos para distorções nas respostas. O terceiro, por sua vez, é que um modelo dimensional é mais coerente com a literatura teórica e empírica da psicopatia do que uma perspectiva taxônica ou categórica. A construção e a análise psicométrica do instrumento contaram com uma coleta piloto com estudantes de graduação (N = 224), uma coleta online com universitários e indivíduos da população geral (N = 1238) e uma segunda coleta com estudantes de graduação (N = 12). Uma combinação de análises fatoriais exploratórias e confirmatórias ordinais e dois modelos de Teoria de Resposta ao Item evidenciaram excelentes propriedades psicométricas para um conjunto de 60 itens. Esses itens se mostraram distribuídos em três escalas (Insociabilidade, Descontrole e Audácia) e 10 subescalas (Tendências Antissociais, Dependência de Recompensas, Baixo Autocontrole, Dominância Social, Déficits Emocionais, Narcisismo Patológico, Exploração Interpessoal, Cinismo, Despreocupação e Intrepidez). As escalas e subescalas construídas se correlacionaram com as variáveis ruminação, Behavioral Inhibition System, Behavioral Approach System, afetos positivos, afetos negativos e com dois instrumentos de avaliação da psicopatia, a Levenson Self-Report Psychopathy scale e a Psychopathy Checklist-Revised. Além disso, construiu-se um sistema quantitativo-qualitativo de interpretação dos escores produzidos pelo instrumento. O trabalho oferece um recurso metodológico gratuito, com excelentes propriedades psicométricas, para suprir às necessidades de pesquisadores e profissionais de avaliação de traços de psicopatia que trabalham com indivíduos da população geral.
Abstract The aim of the present doctoral thesis was to develop and analyze the psychometric properties of a self-report instrument of psychopathic traits devised for use with nonforensic and noncriminal populations. In order to provide a theoretical framework for proposing the instrument, I developed three main arguments. First, although the psychological measurement problem remains as an open issue to theoretical an empirical scrutiny, psychometric instruments comprise adequate means for obtaining psychological information. Second, empirical studies support self-report method as a useful, reliable psychological resource for assessing psychopathic traits when individuals have no incentives for faking responses. Third, evidences favor a dimensional model of psychopathy as a more plausible theoretical perspective than a taxonic, categorical model. Three distinct samples were employed for constructing and evaluating the self-report instrument: a pilot sample of undergraduate students (N = 224), a large sample of university students and other individuals from the general population (1,238) and a sample of undergraduate students (N = 12). I analyzed data combining categorical exploratory and confirmatory factor analyses and two Item Response Theory models, which suggested retaining 60 items with excellent psychometric properties. These items comprised three scales (Meanness, Boldness and Disinhibition) and 10 subscales (Antisocial Tendencies, Reward Dependence, Low Self-Control, Social Dominance, Emotional Deficits, Pathological Narcissism, Interpersonal Exploitation, Cynism, Unconcern and Fearlessness). Scales and subscales correlated with rumination, behavioral inhibition, behavioral approach, positive and negative affects and scores on other instruments for assessing psychopathy, namely, Levenson Self-Report Psychopathy scale and Psychopathy Checklist-Revised. Furthermore, I devised a quantitative-qualitative system to help interpreting raw scores on the instrument. The present work offers a free self-report method with excellent psychometric properties to assist Brazilian researchers and professionals in dealing with the assessment of psychopathy among individuals from the general population.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/122290
Arquivos Descrição Formato
000895738.pdf (1.581Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.