Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da comunidade de leveduras associada à decomposição de macrófitas aquáticas em uma marisma da Lagoa dos Patos (RS)

.

Avaliação da comunidade de leveduras associada à decomposição de macrófitas aquáticas em uma marisma da Lagoa dos Patos (RS)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da comunidade de leveduras associada à decomposição de macrófitas aquáticas em uma marisma da Lagoa dos Patos (RS)
Outro título Assessment of the yeast community associated with the decomposition of aquatic macrophytes from saltmarshes of Patos Lagoon (RS)
Autor Leite, Belize Rodrigues
Orientador Silva, Patrícia Valente da
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente.
Assunto Ambiente marinho
Fungos
Leveduras
Macrófitas
Plantas aquáticas
Resumo Marismas são ecossistemas úmidos costeiros de alta produtividade oriunda da decomposição das macrófitas que cobrem estes ambientes. O presente estudo avaliou a diversidade e o potencial biotecnológico das leveduras associadas aos detritos de Scirpus maritimus, Spartina alterniflora e Spartina densiflora numa marisma da Lagoa dos Patos/RS. A decomposição foi analisada aos 7, 14, 40, 100 e 220 dias pelo método de “litter bags”. As contagens variaram entre 2,3 e 6,36 log UFC leveduras.g-1 de detrito, observando-se um crescimento da comunidade até os 40 dias, com um posterior declínio até os 220 dias. S. alterniflora foi a macrófita melhor decomposta: o peso dos detritos reduziu-se em 62% ao final do estudo. As taxas de decomposição foram maiores na fase tardia (100 e 220 dias), mas não estiveram associadas a um aumento da quantidade ou diversidade de leveduras, embora algumas enzimas testadas tenham sido mais ativas neste período. Os 106 isolados de leveduras foram representados por 22 grupos distintos: S. densiflora apresentou a maior riqueza de espécies (n = 15), enquanto as outras macrófitas apresentaram 12 espécies cada uma. Acremonium sp., Aureobasidium pullulans, Bullera pseudoalba, Rhodotorula mucilaginosa, Sporobolomyces ruberrimus e Yarrowia lipolytica foram as principais espécies encontradas. Uma possível nova espécie de Tremella foi isolada. A composição específica variou conforme a macrófita e os tempos de decomposição. A atividade lipolítica foi verificada em todos os isolados. Os índices mais expressivos foram exibidos pelas lipases de Basidiomycota e celulases de A. pullulans, principalmente aos 7 e 14 dias de decomposição.
Abstract Salt marshes are coastal wet ecosystems of high productivity originated from the decomposition of macrophytes covering these environments. The present study assessed the diversity and biotechnological potential of yeasts associated with debris of Scirpus maritimus, Spartina alterniflora and Spartina densiflora in a salt marsh of the Patos Lagoon/RS. The decomposition was analyzed at 7, 14, 40, 100 and 220 days through the method of litter bags. Counts ranged between 2.3 and 6.36 log CFU yeasts.g-1 detritus, noticing a growing community until the 40th day, with a subsequent decline at the 220th day. S. alterniflora was the most decomposed macrophyte: the weight was reduced by 62% at the end of the study. The decomposition rates were higher in late stage (100 and 220 days), but they were not associated with an increased yeast counts or diversity, although some enzymes tested were more active during this period. The 106 yeast isolates were represented by 22 different groups: S. densiflora showed the highest species richness (n = 15), while the other macrophytes had 12 species each. Acremonium sp., Aureobasidium pullulans, Bullera pseudoalba, Rhodotorula mucilaginosa, Sporobolomyces ruberrimus and Yarrowia lipolytica were the main species found. A possible new species of Tremella was isolated. Species composition varied according to macrophyte and time of decomposition. The lipase activity was observed in all isolates. Most significant indexes were displayed by lipases from Basidiomycota and cellulases of A. pullulans, especially at 7 and 14 days of decomposition.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/122350
Arquivos Descrição Formato
000971072.pdf (4.505Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.