Repositório Digital

A- A A+

Efeitos da restrição de crescimento intrauterino por redução da pressão de perfusão uterina sobre parâmetros comportamentais, de neuroplasticidade e memória

.

Efeitos da restrição de crescimento intrauterino por redução da pressão de perfusão uterina sobre parâmetros comportamentais, de neuroplasticidade e memória

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos da restrição de crescimento intrauterino por redução da pressão de perfusão uterina sobre parâmetros comportamentais, de neuroplasticidade e memória
Autor Tovar, Cristian Camilo Figueroa
Orientador Marcuzzo, Simone
Co-orientador Silveira, Patrícia Pelufo
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Neurociências.
Assunto Cognição
Comportamento animal
Memória
Plasticidade neuronal
Recém-nascido de baixo peso
Retardo do crescimento fetal
[en] Astrocytes
[en] Behavior
[en] Cognitive deficit
[en] Hyperactivity
[en] Immunohistochemistry
[en] Intrauterine growth restriction
[en] Low birth weight
[en] Memory
[en] Small for gestational age
Resumo INTRODUÇÃO: A restrição do crescimento intrauterino (RCIU) é conhecida como uma condição na qual o feto não consegue desenvolver todo o seu potencial de crescimento intrínseco. Crianças com RCIU em idade escolar têm prejuízos no aprendizado, memória, atenção e cognição em geral, e maior predisposição a transtornos psicológicos como Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), quando comparados com crianças não restritas. OBJETIVO: este estudo busca encontrar modificações neurobiológicas encefálicas, em ratos Wistar adolescentes, que possam explicar os efeitos, em parâmetros comportamentais, de neuroplasticidade e memória, da RCIU por redução da pressão de perfusão uterina (RPPU). MÉTODOS: ratas Wistar prenhes de 75 dias de idade foram submetidas à RPPU no dia gestacional 14, período que corresponde ao inicio da fase de rápido crescimento, diferenciação e maturação em ratos, por meio da colocação de um clipe na artéria aorta abdominal descendente antes da bifurcação para as artérias ilíacas e um clipe em cada artéria ovariana. O grupo Sham foi submetido à laparotomia exploratória sem a RPPU e o grupo controle não foi submetido a nenhum procedimento cirúrgico. Ratos Wistar de 30 dias, provenientes de mães submetidas à RPPU, Sham ou Controles, foram submetidos ao Teste de Campo Aberto, para avaliação da atividade locomotora e exploratória, e no 32º dia pós-natal (DPN) foram submetidos ao teste de Reconhecimento do Novo Objeto para avaliar a memória de longo prazo. Os encéfalos da prole foram coletados no 34º DPN e conservados para análise. A Técnica de imunoistoquímica foi realizada para mensurar a expressão de marcadores celulares neurais: NeuN (neurônios maduros) GFAP (astrócito) no córtex pré-frontal e estriado da prole. RESULTADOS: a RPPU causou diminuição no peso ao nascimento no grupo RCIU e Sham, porém não houve diferença no peso entre os grupos no 30º DPN. A RPPU aumentou significativamente a duração da gestação no grupo RCIU em um dia. Os animais restritos apresentaram aumento na atividade exploratória no teste de campo aberto. RCIU e Sham apresentaram déficit de memória no teste de reconhecimento do novo objeto. Associado a essas alterações comportamentais, a RCIU levou a o aumento significativo na expressão de NeuN no CPF e de GFAP no estriado no 34º DPN. CONCLUSÃO: a RPPU produz alterações na gravidez causando maior duração da ges-tação e RCIU na prole, conduzindo a modificações comportamentais e de memória, assim como a nível encefálico celular, promovendo novas perspectivas sobre as consequências do modelo em ratos de RCIU-RPPU. São necessários mais estudos para desvendar se essas modificações continuam presente na vida adulta dos ratos.
Abstract INTRODUCTION: Intrauterine growth restriction (IUGR) is known as a condition where the fetus cannot develop its intrinsic growth potential. IUGR Children in early scholar age have impaired learning abilities, memory, attention and cognitive deficit in general; also, they are in higher risk of psychological disorders as Attention Deficit and Hyperactivity Disorder (ADHD) when compared with non-IUGR children. OBJECTIVE: The study aims to find neurobiologi-cal brain modifications, in adolescent Wistar rats, that could clarify these memory and behav-ioral impairments in a rat animal model of IUGR by Reduced Uterine Perfusion Pressure (RUPP). METHODS: 75 days-old pregnant Wistar rats were underwent to RUPP procedure on 14th gestational day, period where the fast growing, differentiation and maturation phase begins in rats, by putting one clip at the abdominal descendent aorta before iliac bifurcation and one clip in each ovarian artery. The Sham group underwent exploratory laparotomy procedure without the RUPP and the control group was not exposed to any surgical procedure. 30 days old Wistar rats from RUPP, Sham, and Control mothers were exposed to the Open Field Test to assess the locomotor and exploratory activity and, at 32th postnatal day (PND), to the Novel Object Recognition test to assess the long-term memory. Offspring brains were collected at 34th PND and preserved for analysis. Immunohistochemistry technique was performed to measure the expression of neural cells markers: NeuN (mature neurons) and GFAP (astrocytes) in prefrontal cortex and striatum on the offspring. RESULTS: RUPP caused a decreased birth weight in IUGR and Sham group, however there was no difference between birth weight at 30th PND. RUPP significantly increased gestation in 1 day in IUGR rats. IUGR animals had greater exploratory, locomotor activity in the Open Field test. IUGR and Sham showed memory deficit in the Novel Object Recognition test. Associated to those behavioral modifications, the RUPP leaded to a significant increase in expression of NeuN and GFAP marker in prefrontal cortex and striatum at PND34. CONCLUSIONS: The RUPP dis-turbs pregnancy increasing gestation length and inducing IUGR in the offspring; which leads to behavioral and memory modifications, also, in a brain cellular level, promoting new insight about the IUGR-RUPP rat model consequences. Further analysis are needed to find whether this changes are still present in adult life.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/122356
Arquivos Descrição Formato
000970233.pdf (1.205Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.