Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do endotélio corneano de galinhas (Gallus gallus domesticus) após exposição ao besilato de atracúrio – estudo in vitro

.

Avaliação do endotélio corneano de galinhas (Gallus gallus domesticus) após exposição ao besilato de atracúrio – estudo in vitro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do endotélio corneano de galinhas (Gallus gallus domesticus) após exposição ao besilato de atracúrio – estudo in vitro
Autor Guimarães, Celeste Blumenthal
Orientador Pigatto, João Antonio Tadeu
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Aves: : Cirurgia
Corantes : Aplicações
Dano endotelial
Oftalmologia Veterinária
Técnica de coloração vital
[en] Alizarin red
[en] Endothelial damage
[en] Vital dye staining
Resumo A musculatura iridiana de várias espécies de aves é estriada esquelética, dessa forma o controle da midríase transoperatória não é conseguida por agentes que atuem no sistema nervoso autônomo, como ocorre nos mamíferos. O besilato de atracúrio é um agente neurobloqueador que atua no miorrelaxamento esquelético. O uso intracameral deste fármaco tem sido realizado em aves e promove midríase imediata, a qual é fundamental em cirurgias para remoção da catarata. Objetivou-se avaliar a repercussão do uso de besilato de atracúrio no endotélio da córnea de galinhas. Utilizaram-se 20 córneas de 10 galinhas (Gallus gallus domesticus) que foram avaliadas após a excisão dos botões corneoesclerais e divididas em dois grupos: G1, composto pelas córneas dos bulbos oculares esquerdos, (grupo experimental) e G2, córneas dos bulbos oculares direitos (grupo controle). No grupo experimental foram aplicados 0,2 ml de besilato de atracúrio durante 3 minutos e após, as córneas foram lavadas com solução salina a 0,9%. As córneas do grupo controle receberam apenas solução salina a 0,9%. As córneas de ambos os grupos foram coradas com a técnica de coloração vital, primeiramente com vermelho de alizarina a 0,2% e após, com azul de tripano a 0,25% e visualizada por microscopia óptica. Foram obtidas 10 fotomicrografias aleatórias de cada amostra. Como resultado, observou-se que a área de desnudamento endotelial e exposição da membrana de Descemet no grupo experimental (G1) foi significativamente maior (22,23% +/- 13,67%) que a do grupo controle (G2) que foi de 0,75%. Foi possível concluir que o besilato de atracúrio induziu dano ao endotélio corneano de galinhas.
Abstract The iridian muscle of various species of birds is skeletal striated, this way, the control of intraoperative mydriasis is not achieved by agents that act in the autonomous nervous system, as in the case of mammals. The atracurium is a neuromuscular blocking agent that causes skeletal muscle relaxation. The intracameral use of atracuriu in the anterior chamber has been performed in birds and promotes immediate mydriasis, fundamental in cataract surgeries. Therefore this study aimed to check the effect of the use of atracurium in the corneal endothelium chickens. Twenty corneas of ten chickens (Gallus gallus domesticus) that have been evaluated after excision of the corneoesclerals buttons, were divided into two groups: G1, compound by corneas of the lefts eye bulbs (experimental group) and G2, corneas of the rights ocular bulbs (control group). In the experimental group there were 0.2 ml of atracurium besylate applied for three minutes and then the corneas were washed with 0.9% saline solution. The corneas of the control group received only 0.9% saline solution. The corneas of both of groups were then stained with the vital staining technique, first with alizarin red 0,2% and then, with trypan blue 0,25%, and, visualized by light microscopy and 10 random microphotographs were obtained were obtained of each sample. The results confirm that the area of endothelial denudation and Descemet's membrane exposure on the experimental group (G1) was significantly higher (22,23% +/- 13,67%) than in the control group (G2) that was 0,75%. It was concluded that the atracurium induced damage on the corneal endothelium of chickens.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/122437
Arquivos Descrição Formato
000970608.pdf (1.009Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.