Repositório Digital

A- A A+

An anti-management statement in dialogue with critical Brazilian authors

.

An anti-management statement in dialogue with critical Brazilian authors

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título An anti-management statement in dialogue with critical Brazilian authors
Outro título Uma declaração anti-management em diálogo com autores de estudos críticos brasileiros
Outro título Una declaración anti-management en diálogo con autores de estudios críticos brasileños
Autor Misoczky, Maria Ceci Araujo
Flores, Rafael Kruter
Goulart, Sueli
Abstract The expressions Management and Organization Studies and Management and Organization Knowledge are expressions of an Anglo-Saxon construct. The association of Organization Studies (OS) with Management (M) produces the subordination of the former to the latter. In a different direction, a critical approach elaborated in Brazilian OS provides an original body of knowledge that expresses an anti-management (A-M) attitude. As the Brazilian A-M authors point out, the distinction between North/South M is irrelevant; what is relevant is a coherent pluriversal A-M attitude. In this paper, we honor and disseminate the Brazilian original body of knowledge on OS and introduce an OS agenda that is liberated from M.
Resumo As expressões Estudos Organizacionais e Management e Conhecimento Organizacional e Management são expressões de um construto anglo-saxão. A associação dos Estudos Organizacionais (EOs) com Management produz a subordinação do primeiro ao último. Em outra direção, os EOs críticos brasileiros oferecem um conhecimento original que expressa uma atitude anti-management (A-M). Os autores A-M brasileiros indicam que a distinção entre M do Norte ou do Sul é irrelevante; o que é relevante é uma atitude A-M coerente. Neste artigo, honramos e disseminamos o conhecimento original brasileiro nos EOs e introduzimos uma agenda de EOs liberados do M.
Resumen Las expresiones Estudios Organizacionales y Management y Conocimiento Organizacional y Management son expresiones de un constructo anglosajón. La asociación de los Estudios Organizacionales (EOs) con Management produce la subordinación del primero al último. En otra dirección, los EOs críticos brasileños ofrecen un conocimiento original que expresa una actitud anti-management (A-M). Los autores A-M brasileños indican que la distinción entre M del Norte o del Sur es irrelevante; lo que es relevante es una actitud A-M coherente. En este artículo, honramos y diseminamos el conocimiento original brasileño en los EOs e introducimos una agenda de EOs liberados del M.
Contido em Revista de administração de empresas. São Paulo. Vol. 55, n. 2 (mar./abr. 2015), p. 130-138
Assunto Estudos organizacionais
Lutas sociais
[en] Anti-management
[en] Critique
[en] Organization
[en] Organization studies
[en] Social struggles
[es] Anti-management
[es] Crítica
[es] Estudios organizacionales
[es] Luchas sociales
[es] Organización
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/122622
Arquivos Descrição Formato
000969637.pdf (153.0Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.