Repositório Digital

A- A A+

O impacto da implantação de rotina por intensivista numa unidade de treinamento intensivo de um hospital de médio porte : resultados preliminares

.

O impacto da implantação de rotina por intensivista numa unidade de treinamento intensivo de um hospital de médio porte : resultados preliminares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O impacto da implantação de rotina por intensivista numa unidade de treinamento intensivo de um hospital de médio porte : resultados preliminares
Autor Di Leone, Carla Bittencourt Rynkowski
Orientador Bordin, Ronaldo
Data 2006
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde.
Assunto Gestão em saúde
Hospitais
Profissionais da saúde
[en] Intensive care unit
[en] Intensivist
Resumo A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) é uma estrutura de assistência especializada no atendimento de pacientes críticos. Ela caracteriza -se por atender uma pequena parcela da população de pacientes, mas consome uma grande parte dos recursos. Entre as propostas para reduzir custos dessa unidade e obter um melhor desempenho assistencial está o modelo de atendimento em “UTI fechada”, que consiste na presença em tempo integral de intensivista. Entretanto, em muitos locais, pela escassez desse profissional no mercado não se consegue que o atendimento seja prestado pelo intensivista na totalidade do tempo . Esse trabalho propôs-se a analisar o impacto sobre a assistência da implantação de um modelo de atendimento por intensivista em tempo parcial na UTI. É um estudo pré e pósimplantação dessa rotina assistencial numa UTI de médio porte de um hospital da região Metropolitana de Porto Alegre - RS. Foram estudados 273 pacientes, divididos em: 142 na fase pré-rotina e 131 na pós-implantação. Não ocorreu diferença estatística entre as fases pré e pós-rotina quanto à idade, à mortalidade e ao APACHE II. Em relação aos tempos de ventilação mecânica(VM), de internação na UTI e de internação hospitalar, eles foram maiores na fase pós-rotina diferente do esperado. Uma das hipóteses que justificam esses achados foi de que a assistência por intensivista ocorreu em tempo parcial, diferente do encontrado na literatura revisada que seria em tempo integral. Outros estudos precisam ser feitos para avaliar os motivos da diferença dos resultados dos indicadores encontrados em relação ao repostado como ideal.
Abstract The Intensive Care Unit (ICU) is a structure developed for the care of critical patients. Eventhough assist a small part of people, it consumes a great amount of the healthcare resources. Among the strategies to reduce costs within this units and to obtain the best performance, we encounter the “closed” ICU model, staffed full time by an intensive care physician (intensivist). However due to the lack of intensivist in th label mark. The complete model not always is applied. This paper addressed to evaluate the impact of the application of that model of critical care assistance in a part time regimes. It is a study pre and post implantation of the presence of an intensivist on daily basis. We conducted in a medium -size hospital in Porto Algre´s metropolitan area. It was studied a total of 273 patientes: 142 before the part time model and 131 after the implantation. There were significant differences among age, mortality and severity (APACHE II) among the population studied. It was found a longer length of saty and mecanical ventilation periods with the new model. This difference might be atributed to the “part-time” therapy instead of the full-time model as published (24 hours / 7 days a week). It is concluded that futher studies are necessary with the complete application of such modeling to take comparative results that may be clinical significance
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/12313
Arquivos Descrição Formato
000590616.pdf (84.37Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.