Repositório Digital

A- A A+

Atitudes e percepções dos pais e responsáveis por crianças frente a dispositivos de segurança

.

Atitudes e percepções dos pais e responsáveis por crianças frente a dispositivos de segurança

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Atitudes e percepções dos pais e responsáveis por crianças frente a dispositivos de segurança
Autor Cabral, Luis Malizia
Orientador Santos, Cristiane Pizzutti dos
Data 2005
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Gestão em Saúde.
Assunto Estudo de caso
Gestão : Saúde
Resumo Objetivo: Investigar as atitudes e percepções dos pais e responsáveis por crianças frente a dispositivos de segurança, identificando o grau de conhecimento sobre equipamentos de segurança para crianças em residências e veículos automotores. Uma vez sabido se eram conhecidos os equipamentos, investigou-se as razões do não-uso desses equipamentos. O comportamento preventivo adotado dentro da residência e no automóvel utilizado pelas famílias foi também objeto de pesquisa. Método: Foi desenvolvido um estudo exploratório, de caráter qualitativo, com entrevistas semi-estruturadas em profundidade, usando informantes-chave. As entrevistadas foram pessoas que possuem filhos entre 0 e 5 anos, que possuem automóveis, moradores na cidade de Montenegro, no estado do Rio Grande do Sul. As entrevistas originaram um texto que foi analisado qualitativamente para que se pudesse identificar comportamentos, atitudes e percepções das pessoas entrevistadas. Resultados e Conclusões: Entre as entrevistadas, o dispositivo de segurança mais usado foi o protetor para tomada elétrica, seguido das grades de proteção para aberturas externas e internas (portões). Apesar das queimaduras serem causa importante de acidentes, a maioria dos pais não possui dispositivos de prevenção. Fora do âmbito domiciliar, os dispositivos de retenção de crianças em veículos automotores (cadeirinhas) aparecem na quase totalidade das entrevistas. Apesar de usado com freqüência, as entrevistadas não demonstram conhecimento necessário para seu manuseio, possuem diversas dúvidas, que em determinados casos pode comprometer a segurança da criança que está fazendo uso desse. Em relação a dispositivos de segurança, pode-se afirmar que o conhecimento desses leva à adesão ao uso do equipamento, como se evidencia nas respostas dos “inventários” - os equipamentos mais conhecidos foram também os mais usados. As entrevistadas percebem, na maioria das vezes, através de seus sentidos e intuições, as situações que colocam em risco seus filhos, porém não possuem orientação para assumir atitudes de prevenção adequadas.Outras ainda possuem comportamentos preventivos diversos, mas por falta de conhecimento específico não conseguem identificar risco em algumas situações.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/12341
Arquivos Descrição Formato
000480819.pdf (109.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.