Repositório Digital

A- A A+

A contribuição da luta antimanicomial para a política de saúde mental de Alegrete

.

A contribuição da luta antimanicomial para a política de saúde mental de Alegrete

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A contribuição da luta antimanicomial para a política de saúde mental de Alegrete
Autor Salbego, Maria do Horto
Orientador Misoczky, Maria Ceci Araujo
Data 2004
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização de Equipes Gestoras de Sistemas de Serviços de Saúde.
Assunto Alegrete (RS)
Psiquiatria
Reforma sanitária
Resumo Esse texto pretende propiciar informações sobre a história da saúde mental em Alegrete, relacionando-a com o Movimento da Luta Antimanicomial, como essa luta se expressou e contribuiu para a criação de uma Política de Saúde Mental, inserida na Reforma Psiquiátrica. Inicialmente se faz uma breve passagem pela reestruturação da saúde do municipio, sua relação com a reforma sanitária e com a reforma psiquiátrica. Logo a seguir dou entrada no período de implantação do serviço de saúde mental em Alegrete, situando a disputa entre o modelo manicomial e a orientação da reforma psiquiátrica. Depois abordamos a inovação, como estratégia de inovação, fazendo referência ao controle sociai e ao novo desenho da Politica de Saúde Mental em Alegrete.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/12376
Arquivos Descrição Formato
000428610.pdf (9.047Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.