Repositório Digital

A- A A+

Enxofre para o arroz irrigado em solos da depressão central do Rio Grande do Sul

.

Enxofre para o arroz irrigado em solos da depressão central do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Enxofre para o arroz irrigado em solos da depressão central do Rio Grande do Sul
Outro título Sulfur to flooded rice in the depressão central region of Rio grande do sul state, Brazil
Autor Carmona, Felipe de Campos
Orientador Anghinoni, Ibanor
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo.
Assunto Arroz irrigado
Enxofre
Rio Grande do Sul
Resumo A região da Depressão Central do Rio Grande do Sul caracteriza-se por apresentar vastas áreas com solos arenosos e cultivadas intensivamente com arroz irrigado há várias décadas. Os altos índices de produtividade obtidos em arroz irrigado atualmente, associados aos baixos teores de matéria orgânica desses solos e às práticas de fertilização utilizadas, constituem condições favoráveis à manifestação da deficiência de enxofre (S). Com o objetivo de determinar a necessidade de aplicação desse nutriente para o arroz irrigado, foi realizado o presente trabalho em 12 locais da região da Depressão Central, nas safras 2004/05 e 2005/06, onde foi testada a resposta do arroz irrigado à adição de doses de S. Os teores de enxofre no perfil do solo foram relacionados aos teores de matéria orgânica, porém, não o foram aos teores de argila; os mananciais hídricos (rios e barragens) não aportaram quantidade relevante de S à cultura. O arroz irrigado respondeu positivamente, em enxofre absorvido pelas plantas e rendimento de grãos, à adição de S em solos com teores de S-SO4 2- de até 7,3 mg dm-3. O teor crítico desse nutriente no solo foi estabelecido como sendo em torno de 9,0 mg dm-3. As doses de máxima eficiência técnica e econômica foram de, respectivamente, 31,25 e 24,74 kg de S ha-1 e corresponderam a ganho em rendimento de arroz semelhante.
Abstract The region of Depressão Central of the Rio Grande do Sul state, Brazil, is characterized for presenting large sandy soils areas that have been intensively cultivated with flooded rice in the last decades. The high rice yield levels currently achieved, associated to low organic matter contents of these soils and fertilization practices, constitute favorable conditions for the appearance of sulfur (S) deficiency. With the purpose of determining the necessity of this nutrient for the flooded rice in that region, a study was carried out during 2004/05 and 2005/06 seasons to determine the response of the flooded rice to the addition of different rates of S. The sulfur content in the soil profile was related to the organic matter, but not to the clay content; the used water sources (rivers and dams) did not supply relevant amount of S to the plants. The flooded rice increased in S uptake and grain yield, with the applied rates of S to the soil content up to 7,3 mg of S dm-3. The critical content of this nutrient in the soil was established as being 9,0 mg dm-3. The most efficient technical and economic doses were of, respectively, 31,25 and 24,74 kg of S ha-1, that resulted in a very similar rice yield gain.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12429
Arquivos Descrição Formato
000623407.pdf (801.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.