Repositório Digital

A- A A+

Avaliação clínica de onlays confeccionadas com resina composta e cerâmica

.

Avaliação clínica de onlays confeccionadas com resina composta e cerâmica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação clínica de onlays confeccionadas com resina composta e cerâmica
Outro título Clinical evaluation of composite versus ceramic onlays
Autor Cavallini, Luiz Fernando
Orientador Rolla, Juliana Nunes
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Ceramicas
Estetica dentaria
Resinas compostas
Restauracoes indiretas : Resinas compostas
[en] Ceramics
[en] Composite resins
[en] Inlays
Resumo Procedimentos restauradores estéticos estão sendo cada vez mais buscados pelos pacientes no dia-a-dia dos consultórios odontológicos. Restaurações diretas de resina composta, inlays e onlays cerâmicos e de resina composta fazem parte da rotina dos cirurgiões dentistas atualmente. As restaurações indiretas são uma alternativa excelente para devolver estética e função aos dentes que sofreram alguma perda de estrutura quer seja por cáries ou fraturas. Para tanto, protocolos clínicos bem estabelecidos, bem como a seleção correta do material restaurador devem ser seguidos cuidadosamente, a fim de otimizar a longevidade clínica destes procedimentos. O objetivo deste estudo foi comparar a performance clínica, através do método USPHS (United States Public Health Services) modificado, de onlays confeccionadas com resina composta e cerâmica em pré-molares e molares após 6 e 12 meses. Foram selecionados quinze pacientes adultos (entre 18 e 65 anos) com necessidade de ao menos uma restauração indireta do tipo onlay, totalizando vinte e seis onlays, avaliadas por 6 meses e dezenove por 12 meses. As restaurações foram avaliadas em uma semana, 6 meses e 12 meses após a cimentação das mesmas. As onlays cerâmicas foram confeccionadas com a cerâmica IPS e.max (Ivoclar Vivadent;Schaan, Liechtenstein). Para as onlays de resina composta, a resina VITA VM LC (Vident) foi utilizada. Todas as onlays foram cimentadas com o cimento resinoso Rely-x ARC (3M/ESPE). Os procedimentos clínicos foram feitos por três profissionais previamente treinados e calibrados. Para a avaliação, uma modificação do método USPHS foi utilizada sendo os seguintes parâmetros clínicos observados: rugosidade superficial; forma anatômica; integridade marginal; integridade da onlay; descoloração marginal, recorrência de cárie, sensibilidade e retenção. Para cada um dos parâmetros avaliados foi atribuído um escore (Alfa- boa condição da restauração; Bravo- Alteração possível de ser reparada; Charlie- restauração insatisfatória). Os resultados foram analisados através do teste não paramétrico de Mann-Whitney. Não foi encontrada diferença estatística entre os grupos em 6 e 12 meses. De acordo com os achados do presente estudo clínico, pode-se concluir que onlays cerâmicas e de resina composta têm performance clínica semelhante após 12 meses.
Abstract Esthetic restorative procedures are increasingly being sought by patients on a day- to-day of dental offices. Inlays and onlays are an excellent alternative to restore aesthetics and function to teeth that have suffered some loss of structure either by decay or fractures, giving to the restorations characteristics of aesthetic, marginal adaptation, and quite satisfactory durability. To this end, well-established clinical protocols, as well as the correct selection of the restorative material should be followed carefully in order to optimize the clinical performance of these procedures. The aim of this study is to compare the clinical performance through the USPHS (United States Public Health Services) modified method, for composite and ceramic onlays in premolars and molars after 6 and 12 months. 15 patients were selected (between 18 and 65 years) requiring at least one indirect onlay restoration type. Patients must agree to revaluation queries on periods of a week, 6 and 12 months after cementation. The ceramic onlays were made with ceramic IPS e.max (Ivoclar Vivadent; Schaan, Liechtenstein). For composite resin onlays, resin VITA VM LC (Vident) were used. All onlays were cemented with resin cement Rely- X ARC (3M / ESPE). Clinical procedures were made by three previously trained and calibrated professionals. For the evaluation, a modification of the USPHS method were used and the following clinical parameters observed: surface roughness; anatomical shape; marginal integrity; integrity of onlay; marginal discoloration, recurrent caries, sensitivity and retention. For each of the evaluated parameters is assigned a score (Alpha- good condition restoration; Bravo- Change can be repaired; Charlie- unsatisfactory restoration). Results were analyzed using the nonparametric Mann-Whitney. According to the findings of this clinical study, it can be concluded that onlays ceramic and composite have a similar clinical response, over 12 months, with no statistical diferences.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/125884
Arquivos Descrição Formato
000970813.pdf (515.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.