Repositório Digital

A- A A+

Caracterização fenotípica e genotípica de amostras de enterococcus spp. isoladas em dois hospitais de Porto Alegre

.

Caracterização fenotípica e genotípica de amostras de enterococcus spp. isoladas em dois hospitais de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização fenotípica e genotípica de amostras de enterococcus spp. isoladas em dois hospitais de Porto Alegre
Autor Bender, Eduardo André
Orientador Barth, Afonso Luis
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Assunto Aminoglicosídeos
Enterococcus
Testes clinicos
[en] Aminoglycosides
[en] Clonality
[en] Enterococcus
[en] PFGE
[en] Susceptibility
Resumo As características fenotípicas e genotípicas de 203 isolados de Enterococcus spp. proveniente de diferentes amostras clínicas em dois hospitais localizados na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, foram estudadas. As espécies foram identificadas através de testes bioquímicos convencionais e pelo uso do sistema automatizado VITEK 2 (BioMérieux). As concentrações inibitórias mínimas (CIM) para aminoglicosídeos foram determinadas pelo método de diluição em ágar. O alto nível de resistência aos aminoglicosídeos (HLAR) e à ampicilina foi avaliado pelo mesmo método e adicionalmente pelo método de disco-difusão. A diversidade genética de amostras de Enterococcus faecalis com HLAR foi determinada através da digestão do DNA cromossômico com a enzima SmaI seguida de eletroforese em campo pulsado (PFGE). O E. faecalis foi a espécie mais prevalente (93,6%) seguido por E. faecium (4,4%). A resistência entre os isolados clínicos foi de 2,5% à ampicilina, 0,5% à vancomicina, 0,5% à teicoplanina, 33% ao cloranfenicol, 2% à nitrofurantoína, 62,1% à eritromicina, 64,5% à tetraciclina, 24,6% à rifampicina, 30% ao ciprofloxacino e 87,2% à quinupristina-dalfopristina. A prevalência de HLAR foi de 10,3%, sendo 23,6% para gentamicina e 37,4% para estreptomicina. A maioria das amostras sensíveis aos aminoglicosídeos pelo método de disco-difusão apresentaram CIM inferior a 125 μg/mL e 500μg/mL para gentamicina e estreptomicina, respectivamente. A prevalência de Enterococcus resistentes à vancomicina (ERV) foi muito baixa neste estudo. Um grupo clonal predominante foi encontrado entre amostras de E. faecalis com HLR-Ge/St. Os isolados incluídos no grupo clonal foram provenientes de ambos os hospitais, indicando uma disseminação intra e inter-hospitalar deste clone.
Abstract The phenotypic and genotypic characteristics of 203 Enterococcus spp isolates recovered from different clinical sources of two hospitals in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, were studied. The species were identified by conventional biochemical tests and the automated system VITEK 2 (BioMérieux). The minimal inhibitory concentrations (MIC) for aminoglycosides were evaluated by agar dilution method. The evaluation of high-level resistance to aminoglycosides (HLAR) and resistance to ampicillin were carried out by the same method as well as by the disc-diffusion method. The genetic diversity of HLAR E. faecalis was assessed by pulsed-field gel electrophoresis of cromossomal DNA after SmaI digestion. The E. faecalis was the most frequent specie (93.6%), followed by E. faecium (4.4%). The percentage of resistance among the clinical isolates was: 2.5% to ampicillin, 0.5% to vancomycin, 0.5% teicoplanin, 33% to chloramphenicol, 2% to nitrofurantoin, 66.1% to erythromycin, 66.5% to tetracycline, 24.6% to rifampicin, 30% to ciprofloxacin and 87.2% to quinupristin-dalfopristin. A total of 10.3% proved to be HLAR, with 23.6% resistant to gentamicin and 37.4% to streptomycin. Most of the aminoglycosides susceptible isolates by the disc-diffusion method presented MIC lower than 125 μg/mL and 500μg/mL for gentamicin e streptomycin, respectively. The prevalence of vancomycin resistance Enterococcus (VRE) was very low in this study. One predominant clonal group was found among E. faecalis exhibiting HLR-Ge/St. The isolates included in the clonal group were recovered from both hospitals, indicating both intrahospital and interhospital spread of this clone.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12599
Arquivos Descrição Formato
000622998.pdf (940.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.