Repositório Digital

A- A A+

Fatores motivacionais que levam jovens a praticar voleibol

.

Fatores motivacionais que levam jovens a praticar voleibol

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores motivacionais que levam jovens a praticar voleibol
Autor Rattay, Leonardo Velho
Orientador Voser, Rogerio da Cunha
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Motivação
Voleibol
[en] Motivation
[en] Motivational factors
[en] Volleyball
Resumo Este estudo quantitativo e descritivo tem como objetivo verificar quais motivos levam praticantes do sexo feminino a praticar o voleibol. O estudo contou com 153 praticantes do sexo feminino, com idades entre 10 e 18 anos e que treinam efetivamente em seus colégios/clubes. Para aquisição dos dados relacionados aos motivos da prática esportiva, foi utilizada a "Escala de Motivos para Prática Esportiva" (EMPE), a qual foi validada por Barroso (2007) para população brasileira e é composta por 33 questões. Como a medida foi feita em uma escala nominal, foram estabelecidos os seguintes critérios: "nada importante" (para o nível 0), "pouco importante" (para os níveis 1,2 e 3), "importante" (para os níveis 4,5 e 6), "muito importante" (para os níveis 7,8 e 9), e "totalmente importante" (para o nível 10). Posteriormente, as questões foram agrupadas em 7 domínios motivacionais, assim denominados: status, condicionamento físico, energia, contexto, técnica, afiliação e saúde. Os resultados mostraram, principalmente, uma significativa diferença estatística nos quesitos status (d= 1,16 – Forte) e técnica (d= 1,04 – Forte) quando comparadas equipes federadas, não federadas e escolares.
Abstract This quantitative and descriptive study aimed to verify which motives take young girls to practice volleyball. 153 girls between the ages of 10 and 18 years old who play effectively in their schools/sports clubs participated in the study. The data related to the motives to practice sports were collected using the “Escala de Motivos para Prática Esportiva" (EMPE) questionnaire, which was validated by Barroso (2007) for Brazilian population and consists of 33 questions. Measures were made in a nominal scale following the criteria: “not important at all” (level 0), “little importance” (levels 1,2 and 3), “important” (levels 4, 5 and 6), “very important” (levels 7, 8 and 9), and “totally important” (level 10). After that, the questions were grouped together into 7 motivational dimensions: Status, Fitness, Energy Release, Context, Skills Development, Affiliation and Health. The results showed, mainly, a significant statistical difference in the category Status (d=1,16 – High) and Skills Development (d=1,04 – High) when compared to federated teams, non-federated teams and school teams.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/126456
Arquivos Descrição Formato
000973030.pdf (207.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.