Repositório Digital

A- A A+

Estudo caso controle avaliando a freqüencia dos principais agentes causadores de diarréia neonatal em suínos.

.

Estudo caso controle avaliando a freqüencia dos principais agentes causadores de diarréia neonatal em suínos.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo caso controle avaliando a freqüencia dos principais agentes causadores de diarréia neonatal em suínos.
Outro título Case-control study evaluating the frequency of the main agentes of neonatal diarrhea in pigs in Brazil
Autor Lippke, Ricardo Tesche
Orientador Barcellos, David Emilio Santos Neves de
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Clostridium difficile
Clostridium perfringens
Diarreia : Suinos
Patologia veterinaria : Suinos
[en] Clostridium difficile
[en] Clostridium perfringens type A
[en] Neonatal diarrhea
Resumo A diarréia é o principal evento clínico observado no período neonatal em leitões (como conseqüência das doenças entéricas). Além de contribuir para piora no ganho de peso diário e conversão alimentar do animal causa aumento na mortalidade e gastos com medicamentos. O presente trabalho teve como objetivo determinar a freqüência dos principais agentes virais (rotavírus), bacterianos (E. coli, Clostridium perfringens tipo A e C e Clostridium difficile) e parasitários (coccídeos e Cryptosporidium spp.) envolvidos na diarréia neonatal em leitegadas caso (com diarréia) e controle (sem diarréia). Foram examinadas 276 amostras de fezes provenientes de 147 leitegadas com diarréia e 129 leitegadas sem diarréia, com idade variando entre 1 e 7 dias de vida em 28 unidades produtoras de leitões localizados no Estado do Rio Grande do Sul. Entre as amostras coletadas, 29,34% (81/276) foram positivas para pelo menos um agente pesquisado. Os coccídeos (20/276) e o C. perfringens tipo A (19/276) foram os agentes mais freqüentes. Nenhum dos enteropatógenos pesquisados obteve diferença significativa (p>0,05) entre as leitegadas caso e controle. Apenas o rotavírus (p=0,20) e o C. perfringens tipo A (p=0,16) apresentaram tendência de serem mais freqüentes em leitegadas com diarréia. Uma forte associação foi observada entre a ocorrência das diarréias e leitegadas mais novas (p<0,014). Foi observada pela primeira vez no Brasil a infecção pelo C. difficile, em 13,6% (17/132) das amostras, todavia a presença das toxinas nas fezes não teve relação com a diarréia. Os resultados obtidos indicam a necessidade de cuidados especiais quando da coleta de amostras para diagnósticos de monitoria de diarréias no período neonatal, pois é alta a chance de se obterem resultados falso positivos naqueles casos em que as doenças estiverem ocorrendo numa forma endêmica.
Abstract Diarrhea is the main clinical event occurring in pigs in the neonatal period,(as consequence of enteric disease). Besides contributing to losses in daily weight gain and feed conversion, diarrhea causes increased mortality and medication costs. The present work aimed to determine the frequency of the main viral agents (rotavirus), bacterial (E. coli, Clostridium perfringens type A and C and Clostridium difficile) and parasitic (coccidian and Cryptosporidium spp.) involved in neonatal diarrhea in case groups (with diarrhea) and controls (without diarrhea). We examined 276 fecal samples originating from 147 litters with diarrhea and 129 litters without diarrhea, with ages varying between 1 and 7 days, in 28 pig units of the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Among the examined samples, 29.34% (81/276) were positive for at least one agent. Coccidia (20/276) and C. perfringens type A (19/276) were the most frequently isolated agents. None of the enteropathogens studied showed significant difference (p>0.05) between case and control litters. Only rotavirus (p=0.20) and C. perfringens A (p=0.16) had a tendency to present higher frequency in piglets with diarrhea. A strong association was observed between occurrence of diarrhea and litters with smaller age (p<0,014). Infection with C. difficile was diagnosed for the first time in Brazil, in 13.6% (17/132) samples; however the presence of the toxin in feces was not related to diarrhea. The present results suggest the need for special attention when sampling for the diagnosis or monitoring diarrhea in the neonatal period, as chances for obtaining false-positive results are high, especially when diseases are occurring endemically.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12706
Arquivos Descrição Formato
000633386.pdf (368.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.