Repositório Digital

A- A A+

Biópsia pulmonar com agulha cortante guilhotinada e pinça de biopsia, guiada por toracoscopia transdiafragmática em cães com alterações pulmonares

.

Biópsia pulmonar com agulha cortante guilhotinada e pinça de biopsia, guiada por toracoscopia transdiafragmática em cães com alterações pulmonares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Biópsia pulmonar com agulha cortante guilhotinada e pinça de biopsia, guiada por toracoscopia transdiafragmática em cães com alterações pulmonares
Autor Fratini, Leticia Mendes
Orientador Beck, Carlos Afonso de Castro
Co-orientador Gerardi, Daniel Guimarães
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Biópsia por agulha
Caes : Cirurgia veterinaria
Cirurgia torácica
Toracoscopia
[en] Chest diseases
[en] Lung biopsy
[en] Thoracic surgery
[en] Thoracoscopy
Resumo As afecções pulmonares são muito comuns na rotina clinica de pequenos animais. No entanto, por apresentarem sintomas inespecíficos, muitas vezes o diagnóstico dessas doenças torna-se limitado. Recursos de imagem como a radiografia e a ultrassonografia torácica são válidos como exames de triagem, mas somente a biopsia pulmonar garante um diagnóstico especifico da doença. Desse modo a toracoscopia fornece um meio minimamente invasivo de diagnóstico para as doenças torácicas e oferece os benefícios de melhor iluminação e ampliação da imagem, quando comparado com a toracotomia. Nesta pesquisa foram avaliadas as técnicas de biópsia pulmonar através da agulha cortante guilhotinada e da pinça de biopsia, guiadas por toracoscopia pelo acesso transdiafragmático em cães que apresentavam imagem sugestiva de nódulo pulmonar em exame radiográfico prévio. Foram utilizados 14 cães da rotina de atendimento do Hospital de Clinicas Veterinárias (HCV) da Faculdade de Veterinária (FAVET) da UFRGS, independente de raça, sexo, idade e peso corporal. Somente animais com nódulos visíveis na radiografia torácica e que apresentaram exames pré-cirúrgicos sem alterações que impediam de serem anestesiados foram incluídos no estudo. Os animais foram posicionados em decúbito dorsal e foram feitos dois acessos à cavidade torácica, um primeiro portal intercostal, para introdução dos dispositivos de biopsia, e outro portal paraxifoide transdiafragmático para introdução do endoscópio. Com cada instrumento de biopsia foram coletadas três amostras do mesmo nódulo ou de nódulos macroscopicamente semelhantes e próximos quando o tamanho destes era inferior a um centímetro. As amostras foram encaminhadas para exame histopatológico no laboratório de Patologia Veterinária da FAVET/UFRGS. A frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (FR), saturação de oxigênio (SpO2) e pressão arterial média (PAM) foram aferidas em seis momentos diferentes do procedimento: após a indução da anestesia (T1), Após o estabelecimento do pneumotórax (T2), após a introdução do primeiro trocarte (T3), após a introdução do segundo trocarte (T4), após a coleta dos fragmentos da biopsia (T5) e após reestabelecer a pressão negativa no tórax (T6). O tempo cirúrgico foi cronometrado da incisão ao fechamento da ferida, e foram registradas quaisquer complicações cirúrgicas. No pós-operatório os animais foram avaliados quanto à presença de enfisema subcutâneo, hematoma, seroma, infecção local e deiscência de pontos. Não foi necessário converter os procedimentos toracoscópicos para cirurgia convencional em nenhum dos animais. Concluiu-se tratar de uma técnica segura, rápida sem complicações trans e pós-operatórias. Ambos dispositivos permitiram aquisição de material suficiente para analise histopatológica das alterações pulmonares, no entanto a agulha cortante guilhotinada apresentou maior eficácia principalmente em nódulos pulmonares de maior diâmetro. O acesso transdiafragmático mostrou-se eficiente para exploração de ambos os hemotóraces.
Abstract Lung diseases are common in the small animals clinical routine. However, diagnosis is usually affected due to nonspecific symptoms. Imaging features such as radiography and chest ultrasound are acceptable screening tests, although lung biopsy can provides precise diagnosis. Thus, thoracoscopy provides a minimally invasive diagnostic assessment for chest diseases and offers the benefits such as improved illumination and magnification of the image when compared to thoracotomy. In this study we evaluated the transdiaphragmatic thoracoscopic-assisted techniques of lung biopsy through the guillotine cutting needle and biopsy forceps, in dogs presenting radiographic suspicion on pulmonary tumors. Fourteen dogs regardless of breed, gender, age and body weight admitted at the Hospital of Veterinary Clinics (HCV) of the Veterinary College (FAVET) of UFRGS were assessed. Inclusion criteria was presence of nodules on chest radiography and triage tests without changes that could hinder general anesthesia and surgical approach. The animals were positioned in dorsal recumbence and two thoracoscopic ports were established: the first port for working instruments; the second paraxyphoid port for the telescope. Three samples were collected using each sampling method from each lesion or from tumors macroscopically similar whenever their size was less than one centimeter. The samples were sent for histopathological examination in the Veterinary Pathology Laboratory of the FAVET / UFRGS. Heart rate (HR), respiratory rate (RR), peripheral oxygen saturation (SpO2) and mean arterial pressure (MAP) were measured in six time points during the procedure: after induction of anesthesia (T1); after the establishment of pneumothorax (T2); after introduction of the first trocar (T3); after insertion of the second trocar (T4); after biopsy sampling (T5); and after reestablishment of the thoracic negative pressure (T6). The animals were evaluated for the presence of subcutaneous emphysema, hematoma, seroma, local infection and dehiscence. No conversion to open surgery was necessary during the thoracoscopic procedures in any patient. Thoracoscopic-assisted biopsy using both guillotine needle and biopsy forceps was a safe and fast technique, without perioperative complications. Both devices provided good quality samples for histopathological analysis of lung abnormalities. However, the cutting guillotine needle was more efficient especially in larger pulmonary nodules. The transdiaphragmatic access provided optimal approach for both hemithoraces.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/127064
Arquivos Descrição Formato
000972881.pdf (714.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.