Repositório Digital

A- A A+

Atividade in vitro, individual ou em combinação, de voriconazol, itraconazol e terbinafina contra isolados brasileiros de Pythium insidiosum.

.

Atividade in vitro, individual ou em combinação, de voriconazol, itraconazol e terbinafina contra isolados brasileiros de Pythium insidiosum.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Atividade in vitro, individual ou em combinação, de voriconazol, itraconazol e terbinafina contra isolados brasileiros de Pythium insidiosum.
Autor Argenta, Juliana Siqueira
Orientador Ferreiro, Laerte
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Drogas
Micologia veterinaria
Pythium insidiosum
[en] Itraconazole
[en] Pythium insidiosum
[en] Susceptibility test
[en] Terbinafine
[en] Voriconazole
Resumo Pythium insidiosum, classificado no Reino Stramenopila e Classe Oomycetes, é o agente etiológico da pitiose, uma doença diagnosticada principalmente em eqüinos, caninos e humanos. As atividades in vitro do voriconazol, itraconazol e terbinafina, sozinhos ou em combinação, foram estudadas empregando uma metodologia de macrodiluição baseada na técnica M 38-A (CLSI, 2002) contra 30 isolados clínicos de Pythium insidiosum, com o objetivo de avaliar novas medidas para tratar infecções causadas por este agente utilizando quimioterapia. As combinações (terbinafina e voriconazol; terbinafina e itraconazol) tiveram suas interações avaliadas utilizando a técnica de checkerboard seguindo o modelo da macrodiluição em caldo. Terbinafina foi ativa quando testada sozinha, mostrando uma concentração inibitória mínima (CIM) e concentração fungicida mínima ≤ 8,0 mg/L para todos os isolados. Voriconazol e itraconazol foram inativos contra os isolados testados quando usados sozinhos. A combinação de voriconazol com terbinafina foi sinérgica contra 17% das amostras e indiferente em 25 (83%) amostras. O uso concomitante de terbinafina e itraconazol foi sinérgico contra 17% e indiferente contra 83% das amostras. As interpretações de ambas as interações foram equivalentes para 26 isolados (87%): vinte e três foram indiferentes e três mostraram efeito sinérgico. Antagonismo não foi observado. A terapia combinada é uma alternativa à monoterapia, especialmente para pacientes com infecções invasivas que são difíceis de tratar. Estes resultados precisam ser correlacionados com relatos clínicos; e ensaios in vivo, usando modelos animais, podem preencher a lacuna entre avaliações clínicas e avaliações in vitro das drogas.
Abstract Pythium insidiosum is classified in the kingdom Stramenopila, class Oomycetes. It causes pythiosis, a disease mainly diagnosed in horses, dogs, and humans. In order to evaluate new approaches to treat infections caused by Pythium insidiosum using chemotherapy, the in vitro activities of voriconazole, itraconazole and terbinafine, alone or in combination, against 30 clinical isolates were studied employing a macrodilution methodology based on the M 38-A technique (CLSI, 2002). The combinations (terbinafine plus voriconazole and terbinafine plus itraconazole) had their interactions evaluated using the checkerboard technique following the broth macrodilution design. Terbinafine was active when used as a single drug, showing minimal inhibitory concentration (MIC) and minimal fungicidal concentration ≤ 8,0 mg/L for all the isolates. Voriconazole and itraconazole were inactive against the isolates tested when used alone. The combination of voriconazole with terbinafine was synergic against 17% of the strains and indifferent on 25 (83%) strains. The concomitant use of terbinafine and itraconazole was synergic against 17% and indifferent against 83% of the strains. The interpretations of both interactions were equivalent for 26 isolates (87%): twenty three were indifferent and three showed synergistic effect. Antagonism was not observed. Combination therapy provides an alternative to monotherapy, especially for patients with invasive infections that are difficult to treat. These results need to be correlated with clinical outcomes, and in vivo assays using experimental animal models could bridge the gap between in vitro and clinical evaluation of drugs.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12708
Arquivos Descrição Formato
000633392.pdf (654.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.