Repositório Digital

A- A A+

Influência paterna no padrão de aleitamento materno em adolescentes

.

Influência paterna no padrão de aleitamento materno em adolescentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência paterna no padrão de aleitamento materno em adolescentes
Autor Grendene, Gabriela Monteiro
Orientador Oliveira, Luciana Dias de
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Aleitamento materno
Comportamento do adolescente
Relacoes pai-filho
[en] Adolescente behavior
[en] Breastfeeding
[en] Father-child relations
Resumo As principais autoridades em saúde mundiais recomendam o aleitamento materno exclusivo (AME) até os seis meses de idade da criança e após, até dois anos de idade, complementado com outros alimentos. O incentivo ao aleitamento materno se tornou prática constante nos serviços de atenção primária à saúde por promover alto valor nutricional, proteção imunológica e fortalecer o vínculo mãe-bebê. No núcleo familiar, o homem, enquanto pai e companheiro deve participar de forma integral dos cuidados com a criança, sendo um importante aliado no aleitamento materno. O presente estudo buscou avaliar a influência do pai no padrão de aleitamento materno. Foram incluídas no estudo 302 puérperas adolescentes, seus bebês e seus companheiros, comparando-se as taxas de aleitamento materno exclusivo (AME) com a presença paterna. Para a análise utilizou-se o teste de qui-quadrado com correção de Yates. Os resultados mostraram ausência de significância estatística pró ou contra o aleitamento materno para influência paterna nesta amostra. Novos estudos com intervenções direcionadas aos pais e utilizando metodologia qualitativa poderão apresentar dados mais esclarecedores sobre o tema que apesar dos estudos existentes ainda é controverso.
Abstract The leading authority on global health recommend exclusive breastfeeding (EBF) until six months of age of the child and after up to two years old, supplemented with other foods. The breastfeeding promotion has become standard practice in primary health care services by promoting high nutritional value, immune protection and strengthen the mother-infant bond. In the household, the man, as a father and companion must participate fully in the care of the child, being an important ally in breastfeeding. This study aimed to evaluate the influence of fathers in the breastfeeding pattern. The study included 302 adolescent mothers, their babies and their companions, compared to exclusive breastfeeding rates (EBF) with the paternal presence. For the analysis we used the chi-square test with Yates correction. The results showed no statistically significant pro or against breastfeeding for parental influence in this sample. New studies with targeted interventions to parents and using qualitative methodology may present more enlightening data on the topic that despite existing studies is still controversial.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/127122
Arquivos Descrição Formato
000973631.pdf (480.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.