Repositório Digital

A- A A+

Alternativas de manejos em leitões neonatos para melhorar o desempenho na fase lactacional.

.

Alternativas de manejos em leitões neonatos para melhorar o desempenho na fase lactacional.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Alternativas de manejos em leitões neonatos para melhorar o desempenho na fase lactacional.
Outro título Alternatives of management to assist in the survival of neonatal pigs
Autor Cypriano, Cristiana Reis
Orientador Bortolozzo, Fernando Pandolfo
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Desempenho animal
Manejo animal
Suinos : Manejo : Aleitamento : Leitegada : Performance : Eficiencia reprodutiva
[en] Coconut oil
[en] Light weight piglets
[en] Medium weight piglets
[en] Mortality
[en] Weight
Resumo As maiores perdas por mortalidade na maternidade concentram-se nos primeiros três dias de vida, ficando em torno de 30 a 40% para leitões que nascem abaixo de 1000g. O meio de obter um maior sucesso na diminuição da mortalidade neonatal tem sido através do intensivo manejo na maternidade como: indução e atendimento ao parto, equalização da leitegada, ingestão de colostro nas primeiras horas de vida e fornecimento de suplementação energética. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o desempenho de leitões leves e médios que receberam o tratamento especializado após a equalização. Esse tratamento consistiu na implementação do manejo 40 por 20, o qual consiste em manter os leitões fechados no escamoteador por 40 minutos e 20 minutos mamando, seis vezes ao dia durante os três primeiros dias de vida, castração no 10° dia de vida e suplementação via oral com óleo de coco (3ml no primeiro e 3ml no segundo dia de vida) comparados a leitões leves e médios que não receberam tratamento diferenciado e foram castrados no sétimo dia. Foram acompanhados 2667 leitões oriundos de 222 fêmeas de ordem de parto de 2 a 3. No momento da equalização, os leitões foram pesados e divididos em dois grupos: leitegadas médias (>1100g ≤ 1500g) e leves (≥ 700g até ≤ 1100g). Após a pesagem, os leitões foram identificados individualmente com tatuagem de número seqüencial e divididos em grupos controle (leves CL e médios CM) e grupo tratado (leves TL e médios TM). Não houve diferença no ganho de peso do nascimento ao desmame relacionado aos manejos realizados em ambos os grupos (P>0,05). A taxa de mortalidade do nascimento ao desmame foi de 12,5% e 11,6% nos grupos CL e TL e 3,2% e 5,4% nos grupos CM e TM respectivamente. Porém, foi observado um aumento na mortalidade dos leitões médios (P<0,05) do grupo tratado até os 14 e 21 dias de vida. Como as diferenças nas taxas de mortalidade ocorreram após o 14º dia fica difícil associá-las aos manejos realizados. Foi observado um aumento na taxa de transferência dos leitões de baixo peso do grupo controle até os 14 e 21 dias (7,9% e 10,4% respectivamente) comparados aos demais grupos, os quais não se diferenciaram entre si (P>0,05). Possivelmente, se esses leitões não tivessem sido transferidos, haveria uma redução no ganho de peso e um aumento na taxa de mortalidade do grupo controle leve frente aos demais.
Abstract Most pre-weaning losses concentrate on the first three days of life, affecting an average of 30-40% of piglets born under 1000g live weight. Most techniques used successfully to reduce neonatal mortality involve intensive pre-weaning management, such as farrowing induction and assistance, cross fostering, adequate intake of colostrum in the first few hours of life and supply of exogenous nutritional supplement (coconut oil). The aim of the present study was to assess the performance of light and medium weight piglets receiving specialized treatment after equalization, as with the system of management known as “40 to 20”, which consists in maintaining piglets closed for 40 minutes in the creep area and 20 minutes sucking six times daily during the first three days of life,with castration at the tenth day of life and supplementation with coconut oil (two doses of 3ml in the first and second day of life) compared with light and medium weight piglets that did not receive 40-20 treatment and were not castrated on the seventh day. A total of 2667 piglets originating from 222 females with parity order between 2 to 3 were monitored. At the time of equalization, piglets were weighed and divided into groups as medium weight (> 1100g ≤ 1500 g) and light weight (≥ 700g until ≤ 1100g). After weighing, the piglets were identified individually with tattooing of sequential numbers and divided into control group (light LG and medium MG) and treated group (light LT and medium MT). There was no difference in weight gain from birth to weaning related to management in both groups (P <0.05). The mortality rate from birth to weaning was 12.5% and 11.6% in groups LG and MG and 3.2% and 5.4% in groups LT and MT, respectively. However, an increase was observed in the mortality of the medium weight treated group (P <0.05) at 14 and 21 days of life. Because the differences in mortality rates were observed only after 14 days, it was difficult to associate with management. It was observed an increase in the rate of transfer of piglets with low weight of the control group at 14 and 21 days (7.9% and 10.4% respectively), when compared to the group of light weight piglets. This could possibly have negatively influenced weight gain and mortality rate of the group.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12721
Arquivos Descrição Formato
000633376.pdf (248.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.