Repositório Digital

A- A A+

As pressões e as percepções ambientais em organizações inseridas no setor da construção civil

.

As pressões e as percepções ambientais em organizações inseridas no setor da construção civil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As pressões e as percepções ambientais em organizações inseridas no setor da construção civil
Autor Jaeger, Camila Fernandes
Orientador Barcellos, Marcia Dutra de
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Construção civil
Sustentabilidade
Teoria institucional
[en] Construction
[en] Environment
[en] Institutional theory
[en] Perception
[en] Pressure
[en] Sustainability
Resumo Ao longo dos últimos anos percebe-se um acréscimo no número de produtos com apelo ecológico no mercado, bem como de organizações que buscam a adoção de práticas consideradas mais sustentáveis. A mesma tendência é encontrada no setor da construção civil, o qual vem se utilizando de alternativas mais sustentáveis às tradicionais em seus projetos, produtos e processos. O presente estudo visa compreender, a partir das lentes da Teoria Institucional, quais os fatores impulsionadores deste fenômeno no referido setor, levando em consideração as pressões ambientais coercivas, normativas e miméticas exercidas. Os padrões de respostas das organizações a estas pressões variam conforme o modo como são percebidas e tratadas mediante os aspectos cognitivos do gestor, características intrínsecas à própria organização e ao ambiente. Para a detecção das pressões e percepções utilizou-se metodologia qualitativa de caráter exploratório, tendo como objeto uma díade fornecedor-construtora da cadeia de suprimentos da construção civil. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com quatro (04) fornecedores de materiais de construção e quatro (04) construtoras, das quais três (03) são incorporadoras e uma (01) consiste em construtora corporativa. Os resultados indicam que as pressões ambientais coercivas são fortes no setor da construção civil, enquanto que a normativa é fraca e a mimética é inconspícua. Os padrões de percepção vão ao encontro do gradiente de pressão observado, havendo algumas exceções pontuais, em especial para as construtoras. Verificou-se que, de fato, a sensibilidade do gestor exerce influência no modo como as pressões são percebidas, as quais podem ser vislumbradas como oportunidades ou ameaças. As características intrínsecas à organização e ao ambiente também podem influenciar, estando a primeira ligada a existência de um setor destinado a análise das questões ambientais pela organização; e a segunda a fraca articulação e alta subcontratação evidenciada na cadeia. De modo geral, o setor da construção civil possui sensibilidade ambiental crescente, apresentando alguns entraves que dificultam a sua difusão.
Abstract Over the past few years we can note an increase in the number of products with ecological appeal, as well as the number of organizations that seek adoption of practices considered more sustainable. The same trend is found in the construction sector, which has been using more sustainable alternatives instead of traditional ones in their projects, products and processes. This study aims to understand, through the lens of Institutional Theory, which are the driving factors of such phenomenon in this sector, taking into account the exercised environmental coercive, normative and mimetic pressures. . The response patterns of organizations to these pressures vary according to the way it is perceived and treated by the cognitive aspects of manager, intrinsic characteristics of the organization and the environment. For the detection of pressures and perceptions a qualitative methodology with exploratory character was used, and as object, a dyad of supplier-construction company of the construction supply chain was selected. Semi-structured interviews were conducted with four (04) building materials suppliers and four (04) construction firms, three (03) of which are construction developers and one (01) consists of a corporate construction firm. The results indicate that coercive environmental pressures are strong in the construction sector, while the normative pressures are weak and the mimetic inconspicuous. Perception patterns run counter to the observed pressure gradient, with some specific exceptions, especially for construction firms. It was found that, in fact, the sensitivity of the manager has an influence on how firms perceive pressures, which can be envisioned as opportunities and threats. The intrinsic characteristics of the organization and of the environment can also influence their perception: the first is linked with the existence of a specific sector for the analysis of environmental issues within the organization; and the second with the weak articulation and high subcontracting evidenced in the chain. Overall, the construction sector has increased environmental sensitivity, with some obstacles that hinder their diffusion.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/127222
Arquivos Descrição Formato
000972535.pdf (1.102Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.