Repositório Digital

A- A A+

Propriedades métricas do inventário de motivação à prática regular de atividade física (IMPRAF-126)

.

Propriedades métricas do inventário de motivação à prática regular de atividade física (IMPRAF-126)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Propriedades métricas do inventário de motivação à prática regular de atividade física (IMPRAF-126)
Autor Barbosa, Marcus Levi Lopes
Orientador Balbinotti, Carlos Adelar Abaide
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Atividade física : Avaliação
Motivação
[en] Motivation
[en] Physical activities
[en] Psychometric
Resumo O objeto deste estudo é a medida da motivação para a atividade física. Seu objetivo foi verificar as propriedades psicométricas (validade, fidedignidade e normatização) de uma medida da motivação para a atividade física, mais precisamente, do “Inventário de Motivação para a Prática Regular de Atividade Física” (IMPRAF-126) (BALBINOTTI, 2004). Trata-se de um inventário de 120 itens (20 itens por dimensão, mais 6 itens em uma escala de verificação), que avalia seis das possíveis dimensões da motivação, a saber: Controle de Estresse, Saúde, Sociabilidade, Competitividade, Estética e Prazer. Participaram desta pesquisa 1377 sujeitos, gaúchos, de ambos os sexos (masculino, 662; feminino, 715) com idades variando de 13 a 83 anos (distribuídos em 5 subgrupos de idade: 13 a 14 anos, 293; 15 a 17 anos, 371; 18 22 anos, 206; 23 a 36 anos, 242 e 37 a 83 anos, 265). Cuidados éticos foram tomados de forma que se obteve o consentimento de todos os sujeitos participantes da pesquisa e de seus responsáveis (para os menores de 18 anos). As análises estatísticas foram divididas em dois grupos. No primeiro, foram avaliadas a validade confirmatória (através dos indicadores Qui-quadrado, razão entre Qui-quadrado e graus de liberdade, GFI, AGFI e RMS, que foram estimados para a amostra geral, para os subgrupos de sexo e de idade) e a consistência interna das seis dimensões do inventário original. Os resultados indicaram tratar-se de um inventário válido, tanto para a amostra geral, quanto para os subgrupos de sexo e idade; e fidedigno, já que as seis dimensões apresentaram índices Alpha de Cronbach superiores a 0,89. O segundo grupo de análises foi iniciado por uma análise fatorial exploratória que utilizou o modelo de análise ULS (Unweighted Least Squares) e a rotação direct oblimin com normalização Kaiser. Esta análise resultou na proposição de um modelo de avaliação da motivação mais econômico (em 48 itens). Também para este segundo modelo, foi avaliada a validade confirmatória (para a amostra geral, para os subgrupos de sexo e de idade) e a consistência interna das seis dimensões do modelo. Os resultados destas análises também indicaram tratar-se de um inventário válido, tanto para a amostra geral, quanto para os subgrupos de sexo e idade; e fidedigno, já que, também no novo modelo, as seis dimensões avaliadas apresentaram índices Alpha de Cronbach superiores a 0,82. Caminho feito, foram exploradas as estatísticas descritivas de tendência central (média, mediana, média aparada a 5% e a moda), de dispersão (desviopadrão, valores mínimo e máximo) e de distribuição da amostra (normalidade, assimetria e achatamento). Finalmente, comparações de médias, com o propósito de verificar a necessidade de criação de tabelas normativas de acordo com os subgrupos de sexo e idade, foram conduzidas. Os resultados obtidos indicaram ser necessária a criação de tabelas normativas diferentes para os subgrupos da amostra, o que efetivamente se fez. Recomenda-se que novos estudos avaliem as propriedades métricas da nova versão do IMPRAF em outras populações, tais como, praticantes de atividade física em outros estados do Brasil, aqueles com necessidades especiais, atletas profissionais, entre outros.
Abstract The object of this study is the measure of physical activity motivation. Its objective was to verify the psychometric properties (validity, reliability and norms) of the “Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividade Física” (IMPRAF- 126) (BALBINOTTI, 2004). It’s a 120 items inventory (20 items each dimensions, more 6 items for the verification’s scale), that evaluates six of the possible motivation called: Control of Stress, Health, Sociability, Competitiveness, Aesthetic, and Pleasure. Participated of this research 1377 subjects, gauchos, both sex (n=662, male; n=715, female) with ages varying of 13 to 83 years old (distributed in 5 sub-groups of age: n=293, 13-14 years old; n=371, 15-17 years old; n=206, 18-22 years old; n=242, 23-36 years old; and n=265, 37-83 years old). Ethical cares had been taken; written agreement was obtained of all the participants of the research and of its responsible ones (for the minors). The statistical analyses had been divided in two groups. In the first one, they had been evaluated the confirmatory validity (through the Qui-square, reason between Quisquare and degrees of freedom, GFI, AGFI and RMS, that they had been esteem for the general sample, for the sub-groups of sex and age) and the internal consistency of the six dimensions of the original inventory. The results had indicated to be a valid inventory, as for the general sample, as for sex and age sub-groups; and reliable, since the six dimensions had presented .89 Cronbach’s index at least. In the second one, was initiated by an exploratory factorial analysis that used the ULS (Unweighted Least Squares) model and direct oblimin rotation with Kaiser’s normalization. This analysis resulted in an economic motivation evaluated model (just 48 items). Also for this model, the confirmatory validity (as for general sample, as for sex and age sub-groups) and the internal consistency of the six dimensions were evaluated. The results of these analyses had also indicated to be about a valid reduced inventory (as for general sample, as for the sex and age sub-groups); and reliable, since, in the new model, the six evaluated dimensions had presented .82 Cronbach’s index at least. Made way, descriptive statistics had been explored: central tendency (mean, 5% trimmed mean, median, and mode), dispersion (standard deviation and minimum/maximum values), and sample distribution (normality, Skewness and Kurtosis). Finally, means was compared with the intention to verify the needs to create norms by sex and age. Effectively, the results had indicated to be necessary the creation of different normative table for the sub-groups of the sample, and this was made. New studies most evaluate the psychometric properties of this new version of the IMPRAF in other populations, such as, physical activity practitioners in other states of Brazil, with professional athletes, special needs practitioners, etc.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12726
Arquivos Descrição Formato
000630968.pdf (1.285Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.