Repositório Digital

A- A A+

O Modelo Fleuriet (análise dinâmica) como ferramenta para comparar a gestão do capital de giro de duas empresas siderúrgicas

.

O Modelo Fleuriet (análise dinâmica) como ferramenta para comparar a gestão do capital de giro de duas empresas siderúrgicas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O Modelo Fleuriet (análise dinâmica) como ferramenta para comparar a gestão do capital de giro de duas empresas siderúrgicas
Autor Kisner, Aurílio Rodrigues
Orientador Martinewski, Andre Luis
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de especialização em Finanças - Turma 2012.
Assunto Capital de giro
Finanças
Indústria siderúrgica
[en] Dynamic analysis
[en] Fleuriet model
[en] Steel mill
[en] Working capital
Resumo O mercado siderúrgico brasileiro além de ser extremamente competitivo, vem enfrentado desafios como o excesso de capacidade no mundo e a entrada dos importados, fatores que acabam afetando as margens do setor. Em um ambiente tão competitivo, a eficiência na gestão dos recursos das empresas pode se tornar um fator de diferenciação competitiva. Nesse contexto, este trabalho tem como objetivo comparar a gestão do Capital de Giro das duas maiores produtoras de aço do Brasil com ações listadas na Bovespa, entre os anos de 2008 e 2012. A análise se deu a partir de uma reclassificação dos demonstrativos dentro do Modelo Dinâmico proposto por Fleuriet para identificar o perfil econômico das empresas comparadas. A partir dos resultados foi possível observar que, em média, as duas empresas apresentaram estruturas de baixo risco de liquidez e uma evolução no que tange a redução da NCG, seja a partir da redução do ciclo financeiro ou na redução dos níveis de estoque.
Abstract The Brazilian steel market besides being extremely competitive has been facing additional challenges such as the excess of capacity and the entry of imported steel, which end up affecting the margins of this sector. In such a competitive environment, the efficiency of managing the companies' resources can become a factor of competitive differentiation. In this context, this paper aims to compare the Working Capital management of Brazil's two largest steel producers with shares listed in Bovespa, between the years 2008 and 2012. The analysis was formed from the reclassification of the statements of the companies in accordance with the Dynamic Model proposed by Fleuriet in order to identify the economic profiles of the companies being compared. From the results, it was observed that on average, both companies presented low liquidity risk structures and evolution regarding the reduction of NCG, either from the reduction of the financial cycle or the reduction of inventory levels.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/127301
Arquivos Descrição Formato
000972616.pdf (103.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.