Repositório Digital

A- A A+

Métodos de escrituração contábil aplicados à construção civil : gestão do capital de giro para empreendimentos comercializados em planta

.

Métodos de escrituração contábil aplicados à construção civil : gestão do capital de giro para empreendimentos comercializados em planta

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Métodos de escrituração contábil aplicados à construção civil : gestão do capital de giro para empreendimentos comercializados em planta
Autor Zart, Eduardo Ramos
Orientador Martinewski, Andre Luis
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de especialização em Finanças - Turma 2012.
Assunto Capital de giro
Escrituração contábil
Finanças
[en] Civil construction
[en] Criteria bookkeeping
[en] Working capital
[en] Working capital need
Resumo A construção civil está inserida em uma pequena parcela das atividades econômicas cujo ciclo operacional é superior ao exercício social. Isto pode insurgir em grandes distâncias entre o resultado econômico e o resultado financeiro. Nesse âmbito, a gestão do capital de giro é fundamental para garantir a rentabilidade e a continuidade dos negócios. Para tanto, é preciso atentar para as possíveis formas de escrituração contábil: regime de competência, regime de caixa e “método dos custos incorridos”, já que cada uma delas pode resultar em medidas de capital de giro e necessidade de capital de giro distintas. Afim de identificar o critério contábil mais indicado para exercer a gestão do capital de giro, este trabalho compara as três formas de escrituração supramencionadas aplicadas à construção civil. A partir de simulações comerciais e operacionais de um empreendimento da empresa Domini Construtora e Incorporadora Ltda., percebeu-se que o critério contábil mais coeso com as operações da empresa é o “método dos custos incorridos”. Isto porquê ele compreende como fato gerador da receita a construção do imóvel, desde que comprovada a sua venda. Noutras palavras, é como se o comprador do imóvel recebesse todos os meses um pedaço da sua compra; um pedaço do imóvel”. Logo, não há superestimação ou subestimação da necessidade de capital de giro e do capital de giro da empresa.
Abstract The civil construction is set in a small portion of economic activities whose operating cycle is higher than the fiscal year. It can culminate with large distances between the economic result and the financial one. In this context, the working capital management is essential to ensure the profitability and the business continuity. Therefore, it is necessary to consider the possible forms of bookkeeping: accrual basis, cash basis and "costs incurred method", since each of them can result in measures of working capital and distinct working capital need. In order to identify the most appropriate accounting policy to practice the working capital management, this paper compares the three ways of bookkeeping which are mentioned above and apply to civil construction. Analyzing operational and comercial simulations of a venture developed by a company called Domini Construction and Incorporated Ltd., it is possible to realize that the most cohesive accounting criteria, based on the company's operation, is the "method of the costs incurred." That's because it understands the property building process as a generating revenue, since proven its sale. In other words, it is like the property buyer received a piece of his purchase every month. A piece of the property. So there is no overestimation or underestimation of the working capital need and the company’s working capital.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/127305
Arquivos Descrição Formato
000972637.pdf (288.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.