Repositório Digital

A- A A+

Rotas de fuga no ciberespaço : itinerários de mulheres em busca do parto desejado

.

Rotas de fuga no ciberespaço : itinerários de mulheres em busca do parto desejado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rotas de fuga no ciberespaço : itinerários de mulheres em busca do parto desejado
Outro título Escape routes in the cyberspace : women itineraries in search of desired child-birth
Autor Medeiros, Lidiele Berriel de
Orientador Gerhardt, Tatiana Engel
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva.
Assunto Humanização do parto
Obstetrícia
Parto humanizado
Violência : Mulher
[en] Cyberactivism
[en] Cyberspace
[en] Humanization of birth
[en] Humanized child-birth
[en] Obstetric violence
Resumo A presente pesquisa traça uma cartografia do movimento social pela humanização do parto e nascimento no Brasil, que surge por volta de 1970 e ganha ampla adesão das mulheres usuárias de sistemas de saúde duas décadas depois, em um processo intimamente relacionado à democratização da internet e mais especificamente do ciberespaço. Após retomar os processos históricos do movimento, a dissertação ocupa-se de acompanhar especialmente os fluxos de luta estabelecidos pelas mulheres no ciberambiente, abordando as diferentes produções que nele emergem e seus desdobramentos na sociedade. A partir do aporte conceitual da esquizoanálise, buscou-se compreender como se articulam fluxos individuais e coletivos de luta e busca pelo parto humanizado, e de que modo estes vêm incidindo no cenário da assistência obstétrica no País. Concluiu-se que os itinerários individuais e coletivos se produzem em um plano comum e têm incidido na ampliação do diálogo sobre a assistência à parturiente no País. Tais fluxos parecem abrigar muitas potências, dentre as quais, se evidencia a contribuição à modificação do modelo de atenção ao parto vigente, além do fortalecimento do próprio movimento de humanização do parto.
Abstract This research draws a map of the social movement for the humanization of childbirth in Brazil, which arises around 1970 and gains broad support of women health system users two decades later, in a process closely related to the democratization of the Internet and more specifically, of cyberspace. After exposing the historical movement processes, the dissertation deals with follow especially the fight fluxes established by women in cyberspace, addressing the different productions that emerge in it and its consequences in society. We tried to understand how are articulated individual and collective fluxes of struggle and search for humanized birth, and how they affect the scene of obstetric care in the country. It was concluded that the individual and collective itineraries are produced in a common plan, and have affected on expanding the dialogue on assistance to the woman in labor in the country. Such fluxes seem to harbor many powers, among which highlights the contribution to the modification of the attention to current child-birth model besides the strengthen of the childbirth humanization movement itself.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/128047
Arquivos Descrição Formato
000973989.pdf (1.986Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.