Repositório Digital

A- A A+

Uma avaliação zootécnica e econômica de frangos de corte alimentados com dietas com perfis protéicos ideais crescentes

.

Uma avaliação zootécnica e econômica de frangos de corte alimentados com dietas com perfis protéicos ideais crescentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uma avaliação zootécnica e econômica de frangos de corte alimentados com dietas com perfis protéicos ideais crescentes
Autor Taschetto, Diogo
Orientador Vieira, Sérgio Luiz
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Aminoácido
Carcaça
Frango de corte
Nutricao animal
[en] Amino acid
[en] Broiler
[en] Processing
Resumo Foram avaliados os efeitos do fornecimento de dietas com três densidades de aminoácidos (AA) no desempenho e rendimento de carcaça de frangos de corte. Um total de 1.200 pintos de um dia Cobb × Cobb 500 foram distribuídos em 6 tratamentos com um arranjo fatorial 2 × 3 (sexo × densidade AA). Cada tratamento teve 8 repetições com 25 aves cada. As dietas foram formuladas tendo como base milho e farelo de soja, satisfazendo as fases de alimentação de 1 a 7, 8 a 21, 22 a 35 e 36 a 40 dias de idade, mantendo as mínimas relações entre AA essenciais e lisina (Lis) em base digestível (dig.) verdadeira: Lis, 100%; AA sulfurados totais, 75%; treonina, 65%, valina, 75% (de 1 a 21 dias) e 78% (de 22 a 42 dias). Os tratamentos dietéticos foram com baixa, moderada e alta densidades de AA, com a densidade média tendo Lis dig. de 1,25%, 1,19 %, 1,09 % e 1,05 % da dieta pré-inicial até a retirada respectivamente. As dietas com baixa e alta densidade tiveram redução e aumento de 12% no nível de Lis dig. em relação à dieta moderada. Não houve efeito dos tratamentos sobre a mortalidade (P>0,05) e os machos tiveram melhor desempenho zootécnico que as fêmeas (P<0,05). Não foram observadas interações entre sexo × densidade de AA, com exceção para a deposição de gordura abdominal, que foi mais reduzida nos machos com o aumento da densidade de AA do que nas fêmeas (P<0,01). O ganho de peso foi reduzido para as dietas com densidade baixa (P<0,05) quando comparadas com as densidades alta e moderada, porém entre estas últimas não houve diferença (P>0,05). A conversão alimentar (CA) melhorou (P<0,05) com o aumento da densidade de AA. As porcentagens de rendimento de carcaça, peito e deposição de gordura abdominal foi maior para as fêmeas (P<0,05), entretanto não foram encontradas respostas para a densidade de AA da dieta, com exceção da gordura abdominal, que reduziu com o aumento da densidade de AA da dieta (P<0,05). As melhorias obtidas na CA com o aumento das densidades de AA na dieta não foram estendidas para os ganhos econômicos nas condições econômicas utilizadas nesse estudo.
Abstract An evaluation of the effects of feeding programs with three amino acid (AA) densities given to an early growth broiler breed was conducted. Growth performance, carcass yield and an economic evaluation was done using current figures at the time of the study. A total of 1,200 Cobb X Cobb 500 were distributed across 6 treatments in a 2 X 3 factorial arrangement (Sex X AA Density). Each treatment had 8 replications of 25 birds per pen. Maize-soybean meal diets, provided from 1 to 7, 8 to 21, 22 to 35 and 36 to 42 d of age, were formulated maintaining minimum ratios between essential AA and Lysine (Lys) in a true digestible (dig) basis as follow: Lys, 100%; total sulfur AA, 75%; threonine), 65%, valine, 75% (from 1 to 21 d) and 78% (from 22 – 42 d). Experimental dietary treatments were Low, Moderate and High AA density diets with Moderate having dig Lys of 1.25%, 1.19 %, 1.09 % and 1.05 % in from starter to withdrawal, respectively. Low and High diets had reductions and increases of 12% on dig Lys in relation to the Moderate diet. There were no effects of treatments on mortality (P > 0.05) and males had an overall better live performance than females (P < 0.01). No interactions were observed between Sex x AA density, with the exception of abdominal fat which was further reduced in males as AA density increased than with females (P < 0.01). Body weight gain was reduced for Low diets (P < 0.05) when compared to High and Moderate, which were not different (P > 0.05). Feed conversion ratio (FCR) was improved (P < 0.05) as AA density increased. Percent yield of carcass, breast meat and abdominal fat were higher for females (P < 0.01); however, there were no responses for AA density on processing measures. One exception was abdominal fat, which was reduced with the High diet (P<0.05). Improvements obtained in feed FCR with the increase in AA density were not extended to economic gains under the economic conditions used in this study. Thus, the decision making process to change AA density in the diet towards a higher density AA diet is expected to depend on the ratio between feed ingredients and meat market prices.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/128121
Arquivos Descrição Formato
000975763.pdf (1.455Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.