Repositório Digital

A- A A+

Estudo do efeito do tabagismo e seu abandono sobre a velocidade de proliferação das células da mucosa bucal : avaliação longitudinal

.

Estudo do efeito do tabagismo e seu abandono sobre a velocidade de proliferação das células da mucosa bucal : avaliação longitudinal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo do efeito do tabagismo e seu abandono sobre a velocidade de proliferação das células da mucosa bucal : avaliação longitudinal
Outro título Estudo Study of the effect of smoking and its abandonment on the speed of proliferation of cells of the oral mucosa: longitudinal evaluation
Autor Laureano, Natalia Koerich
Orientador Rados, Pantelis Varvaki
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Hábito de fumar
Patologia bucal
[en] AgNOR
[en] Cellular proliferation
[en] Cytopathology
[en] Smoke abandonment
Resumo OBJETIVO: avaliar através da citopatologia, associada a técnica AgNOR, o reflexo da cessação do fumo sobre a velocidade de proliferação das células epiteliais descamadas de borda de língua (BL) e assoalho de boca (AB), ao longo do tempo. MÉTODOS: Foram incluídos na amostra inicial 138 indivíduos. As coletas foram realizadas em um momento inicial (T1), após 8-15 meses (T2) e após 16-30 meses (T3). Os participantes foram divididos em três grupos de acordo com os seguintes critérios: Grupo Controle (GC) (n=71): indivíduos atendidos na Faculdade de Odontologia da UFRGS, que nunca fumaram, e que ingeriam até 30g de álcool por semana. Grupo Abandono de Fumo (GAF) (n=26): indivíduos em acompanhamento no Grupo dos Fumantes do Hospital de Clínicas de Porto Alegra (HCPA), que fumavam no momento do inicial do trabalho, e que ao longo do tempo cessaram o hábito tabágico. Alcoolistas ou não. Grupo Fumo (GF) (n=41): indivíduos em acompanhamento no Grupo dos Fumantes do HCPA, que fumavam no momento do inicial do trabalho, e que não cessaram o hábito tabágico ao longo da pesquisa. Alcoolistas ou não. As amostras foram submetidas à técnica de AgNOR e quantificadas por três examinadores previamente calibrados. A média de AgNOR por núcleo (mAgNOR) e a porcentagem de células com mais de 1, 2 E 3 AgNORs (pAgNOR>1, pAgNOR>2 e pAgNOR>3) foram calculados nas 50 primeiras células, nucleadas, não sobrepostas, e bem distendidas. RESULTADOS: ao final dos tempos experimentais os grupos tinham 9 individuos em cada. Não foram observada diferença estatística do mAgNOR e pAgNOR>3 entre os grupos avaliados, nos diferentes tempos em ambos os sítios. Foi observada uma tendência à diminuição na velocidade de proliferação, no tempo intermediário, e uma tendência a aumentar no tempo final, em todos os grupos Em T1, os grupos expostos ao fumo (GAF e GF) apresentavam velocidade de proliferação mais elevada, se comparados ao GC no BL. No AB o GC apresenta valores maiores que GAF. Em T2, os indivíduos do GAF apresentaram uma redução da taxa de proliferação celular, em ambos os sítios analisados, maior do que GC e GF. Em T3 os valores retornam ao equilíbrio, exibindo valores maiores que os em T1. No BL o pAgNOR>1 e 2 mostrou uma diferença estatística entre os grupos em T1 e T2. O sítio AB apresentou diferença estatística no pAgNOR>1, em T2, mostrando que indivíduos do GC e GAF apresentam velocidade de proliferação menor quando comparados ao GF. CONCLUSÕES: O estudo mostrou que o GAF apresenta maior flutuação, de mAgNOR, que o GC e GF, ao longo do tempo. Estudo futuros ampliando o tempo de controle, controlando os agentes carcinógenos, e observando indivíduos com características populacionais seriam convenientes para buscar a padronização deste modelo de prevenção de câncer.
Abstract OBJECTIVE: evaluate, through cytopathology associated with AgNOR technique, the reflection of smoking cessation on the speed of proliferation of desquamated epithelial cells of tongue edge (TE) and mouth floor (MF) over time. METHODS: We included in the initial sample 138 individuals. Samples were collected at an early time (T1), after 8-15 months (T2) and after 16-30 months (T3). Participants were divided into three groups, according to the following criteria: control group (CG) (n = 71): patients seen at the Faculty of Dentistry at UFRGS, who had never smoked and who drank till 30g of alcohol a week. Abandonment group Smoke (AS) (n = 26): individuals in monitoring the Group of Smokers of Hospital de clínicas dePorto Alegre (HCPA), who smoked at the time of the initial work, and that over time ceased the smoking habit. Alcoholic or not. Tobacco group (TG) (n = 41): follow-up individuals in the group of smokers HCPA, who smoked at the time of the initial work, and that did not stop the smoking habit during the research. Alcoholic or not. Samples were subjected to AgNOR technique and quantified for three calibrated examiners. The average AgNOR per core (Magnor) and the percentage of cells with 1, 2 and 3 AgNOR (pAgNOR> 1, pAgNOR> 2 and pAgNOR> 3) were calculated on the first 50 cells, nucleated, nonoverlapping, and well- distended. RESULTS: At the end of the experimental time groups had 9 individuals in each. There were no statistical difference of mAgNOR and pAgNOR> 3 between the groups in different times on both sites. A tendency to decrease in the proliferation rate was observed, at the intermediate time, and a trend of increase in the end time for all groups in T1, the smoke exposed groups (AS and TG) showed higher proliferation rate, compared the CG in the TE. MF in the CG presents values greater than AS. In T2, AS individuals showed a reduction in cell proliferation rate in both sites evaluated greater than TG and CG. In T3 values return to equilibrium, exhibiting values greater than the T1. TE in the pAgNOR> 1 and 2 showed a statistical difference between groups in T1 and T2. The site MF showed statistical difference in pAgNOR> 1, T2, showing that CG and the AS show less proliferation of speed when compared to the TG. CONCLUSIONS: The study showed that the AS has greater fluctuation mAgNOR that CG and TG, over time. Future study extending the time control, controlling carcinogens, and observing individuals with population characteristics would be convenient to seek standardization of this cancer prevention model.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/128189
Arquivos Descrição Formato
000972901.pdf (770.2Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.