Repositório Digital

A- A A+

Longevidade de restaurações adesivas após a remoção total ou parcial de tecido cariado : estudo retrospectivo em dentes permanentes jovens da clínica da graduação e do curso de especialização em odontopediatria da FO-UFRGS

.

Longevidade de restaurações adesivas após a remoção total ou parcial de tecido cariado : estudo retrospectivo em dentes permanentes jovens da clínica da graduação e do curso de especialização em odontopediatria da FO-UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Longevidade de restaurações adesivas após a remoção total ou parcial de tecido cariado : estudo retrospectivo em dentes permanentes jovens da clínica da graduação e do curso de especialização em odontopediatria da FO-UFRGS
Autor Tejeda Seminario, Alejandra
Orientador Araujo, Fernando Borba de
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Carie dentaria
Dentes : Permanentes
Restauracoes : Adesivas
[en] Longevity
[en] Partial caries removal
[en] Permanent teeth
[en] Resin composite
Resumo Objetivo: Avaliar a longevidade e os possíveis fatores associados com as falhas de procedimentos restauradores adesivos diretos realizados em molares permanentes jovens portadores de lesões cariosas ativas profundas em dentina submetidos a remoção parcial (RPTC) ou total (RTTC) de tecido cariado. Métodos: A amostra de tipo censo foi composta por restaurações adesivas realizadas em molares permanentes jovens portadores de lesões cariosas ativas profundas em dentina submetidos à RPTC ou RTTC por alunos dos Cursos de Graduação e de Especialização em Odontopediatria da FO-UFRGS, Porto Alegre - RS. Foram avaliados possíveis fatores associados à sobrevida destas restaurações, tais como experiência de cárie (CPOD), índices de placa visível (IPV) e sangramento gengival (ISG), número de superfícies restauradas, nível de formação académica dos operadores e materiais capeadores e restauradores. Foi utilizada uma Curva de Sobrevida de Kaplan-Meier com teste de log-rank para analisar a longevidade das restaurações, e a Análise de regressão multivariada de Cox com fragilidade compartilhada para avaliar os fatores associados a falhas (p <0,05). Resultados: De 372 fichas clínicas, foram incluídos para análise 477 procedimentos restauradores adesivos realizados em 297 pacientes (9.14 1.75 anos). A sobrevida das restaurações alcançou um índice de 57,9% em até 36 meses de acompanhamento, com uma taxa de falha anual (TFA) de 16,7%. Não houve diferença estatisticamente significativa quando a RTTC ou a RPTC foi realizada (p = 0,163). O modelo ajustado mostrou que os pacientes com gengivite (ISG> 20%) apresentaram 2,88 vezes mais risco de falha em suas restaurações (p = 0,007). Restaurações com mais de duas superfícies envolvidas apresentaram 3 vezes mais risco de falha do que aquelas com uma única superfície, enquanto que as restaurações realizadas com cimento ionómero de vidro modificado por resina (CIVRM) apresentaram 4,11 vezes mais chance de falha do que as realizadas com resina composta (RC). Conclusão: O tipo de material restaurador, o número de superfícies restauradas e índice de sangramento gengival influenciaram na taxa de sobrevida das restaurações realizadas em lesões de cárie profunda em dentes permanentes jovens, independentemente da técnica de remoção de cárie utilizada. A falha restauradora, a qual foi determinada por uma subsequente anotação na ficha clínica de perda ou fratura da restauração, foi a principal causa de insucesso nos procedimentos restauradores adesivos, independentemente de ser removido ou não totalmente o tecido cariado.
Abstract Objective: To evaluate the longevity and factors associated with failures of restorations performed in permanent molars after complete (CCR) and partial caries removal (PCR). Methods: The sample was composed by adhesive restorations performed in deep caries lesion of permanent teeth that had been treated with CCR or PCR by undergraduate and graduate students in a public pediatric dental clinic. Factors such as caries experience (DMFT), visible plaque (VPI) and gingival bleeding (GBI) indexes, number of restored surfaces, type of capping and restorative materials were investigated. Kaplan–Meier survival curve with log-rank test was used to analyze the longevity of restorations. Multivariate Cox regression analysis with shared frailty was used to assess the factors associated with failures (p<0.05). Results: 477 restorations placed in 297 children (9.14 1.75 years) were included in the analysis. The survival of restorations reached 57.9% up to 36 months of follow-up, with overall annual failure rate) of 16.7%. There was no difference when CCR or PCR were performed (p=0.163). The adjusted model showed that patients presenting gingivitis (GBI>20%) have 2.88 times more risk of failure in their restorations (p=0.007). Multi-surface restorations showed a risk of failure more than 3 times higher than single-surface (p=0.003). Modified glass ionomer cement presented a risk of failure 4.11 times greater than composite resin (p<0.001). Conclusion: The type of restorative material, number of restored surfaces and gingivitis influenced the survival rate of restorations performed in deep carious lesion of young permanent teeth, independently of caries removal technique used.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/128191
Arquivos Descrição Formato
000976146.pdf (615.7Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.