Repositório Digital

A- A A+

A participação infantil nos processos de gestão na escola da primeira infância

.

A participação infantil nos processos de gestão na escola da primeira infância

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A participação infantil nos processos de gestão na escola da primeira infância
Autor Isaia, Clarice Veríssimo
Orientador Barbosa, Maria Carmen Silveira
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Cotidiano escolar
Educação infantil
Gestão democrática
Prática pedagógica
Relação professor-aluno
[en] Childhoods
[en] Democratic jest
[en] Infantile education
[en] Research-action
[en] Researches with children
Resumo Essa dissertação aborda a participação infantil nos processos de gestão na escola da primeira infância, propondo como objetivo de pesquisa analisar situações de participação das crianças na gestão escolar e possibilidades de efetivar novos caminhos de gestão com elas. O estudo é realizado em uma escola pública municipal, situada na periferia da cidade de Porto Alegre/RS que atende crianças menores de sete anos, sendo este o campo de pesquisa. Compreende o panorama da política social na busca das bases de investimentos nas gestões administrativas anteriores deste município, pelo campo da Educação Infantil, sob o eixo de uma Administração Popular com projeto educacional da Escola Cidadã o que reflete nos programas e projetos educacionais de atendimento à infância atual. Nesse contexto de investigação, emprega a metodologia de pesquisa-ação com o intento de atuar efetivamente no campo de pesquisa, envolvendo adultos e crianças. Procura coletivamente levantar e efetivar novas trajetórias de ação quanto à gestão na escola com as crianças das turmas dos Berçários, Maternais e Jardins. Os instrumentos que foram utilizados, desde momentos formais de conversações individuais e/ou em grupos como em vários momentos informais no cotidiano da escola, são variados. O inusitado e o imprevisto se desenvolvem também no pesquisador, pois as situações brotam sem estar no “script da história”. As observações, conversações e as práticas sociais explicitam que esse espaço público é direito das crianças e pensado para elas. Vivenciando a concepção de infância como sujeito de participação nas práticas sociais e pedagógicas, este trabalho vislumbra uma possível descentralização de poder dos adultos que trabalham na escola de educação infantil.
Abstract This dissertation approaches the infantile participation in the administrative processes in the school of the first childhood, proposing as research objective to analyze situations of the children's participation in the school administration and possibilities to establish new administration paths with them. The study is accomplished in a municipal public school, on the periphery of Porto Alegre/RS city that assists smaller children seven years old, being this the research field. Includes the panorama of the social politics in the search of the bases of investments in the administrative administrations previous of this municipal district, for the field of the Infantile Education, under the coordination of a Popular Administration with educational project of the “Escola Cidadã” that contemplates in the programs and educational projects of attendance to the current childhood. In this investigation context, it uses the research-action methodology with the intent of acting indeed in the research field, involving adults and children. Searchs collectively to lift and establish new action trajectories with relationship to the administration in the school with the children of the groups of Bursaries, Maternal and Gardens. The instruments that has been used, since formal moments of conversations individual and/or in groups as in several informal moments in the daily of the school, they are varied. The unusual and the unexpected are also developed in the researcher, because the situations sprout without being in the “script of the history.” The observations, conversations and the practices social make explicit that public space is right of the children and thought for them. Experimentally the conception of childhood as subject of participation in the social and pedagogic practices, this work shimmers a possible decentralization of the adults' power that works in the school of infantile education.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12855
Arquivos Descrição Formato
000629636.pdf (3.373Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.