Repositório Digital

A- A A+

Produção leiteira e comportamento ingestivo de vacas Jersey em pastagem cultivada de inverno com e sem suplementação

.

Produção leiteira e comportamento ingestivo de vacas Jersey em pastagem cultivada de inverno com e sem suplementação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Produção leiteira e comportamento ingestivo de vacas Jersey em pastagem cultivada de inverno com e sem suplementação
Outro título Milk production and ingestive behavior of ‘jersey’ cows on cool season annual pasture with or without soybean supplement
Autor Velho, Ione Maria Pereira Haygert
Orientador Saibro, Joao Carlos de
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Aveia
Azevém
Ervilhaca
Gado jersey
Gado leiteiro : Alimento para animal
Nutrição animal : Suplemento alimentar
Pastagem cultivada
Resumo O trabalho foi desenvolvido em uma propriedade rural, no município de Pelotas, RS. Com o objetivo de avaliar o comportamento ingestivo diurno e a produção de leite de vacas e a relação dos componentes da pastagem com o comportamento ingestivo e a produção de leite. A fase experimental foi de 117 dias, entre 02 de agosto e 26 de novembro de 2006, divididos em nove períodos. Com temperaturas médias que variaram de 7,3 ºC à 21,6 ºC e umidade relativa de 43,1% à 77,4%. Os tratamentos foram pastagem cultivada de inverno, constituída de uma mistura de aveia-preta (Avena strigosa Schreb), azevémperene (Lolium multiflorum Lam.) e ervilhaca (Vicia sativa) com suplementação (farelo de soja e casca de soja) e sem suplementação. Os animais foram distribuídos aleatóriamente aos tratamentos segundo um delineamento completamente casualizado. O método de pastejo foi lotação rotacionada em faixas. Foram utilizadas oito vacas da raça Jersey. A produção de leite foi mensurada através do controle individual, 48 horas após o pastejo dos animais. O conhecimento do comportamento de vacas leiteiras em pastejo é de suma importância para o melhor aproveitamento das pastagens bem como para o estabelecimento de estratégias adequadas de manejo. Para o registro das atividades de pastejo, ruminação e ócio, adotou-se a observação visual, feita a cada 10 minutos, no tempo de permanência das vacas na pastagem que foi de 7 horas e 30minutos. Foram registrados a taxa de bocados, que compreende o tempo necessário para o animal realizar 20 bocados de apreensão. O estágio de desenvolvimento da planta afeta a digestibilidade. A fibra em detergente neutro afetou no tempo de ruminação. A diminuição de lâmina foliar dificulta a oportunidade dos animais de apreenderem a forragem, influenciando na taxa de bocado. A eficácia da mastigação e da ruminação esta relacionada e depende tanto do animal como da composição da forragem.
Abstract The objective of this work was to evaluate the diurnal ingestive behavior and milk production of lactating ‘Jersey’ cows grazing a cool season annual pasture of black oats (Avena strigosa), annual ryegrass (Lolium multiflorum) and common vetch (Vicia sativa), from August 02 to November 26, 2006 (117 grazing days), in Pelotas, RS, southern Brazil. The rotational stocking grazing method was used. Eight mature cows were used and to each one of four was fed 8 kg/cow/day of a soybean meal + soybean hull supplement. Treatments were assigned at random to cows, using a complete randomized experimental design. Data on behavioral activities were taken at every 10 minutes, by visual observation, during 450 minutes, time that cows spent on the pasture daily. Behavioral parameters studied were: grazing time, rumination time, idleness, bite rate and bite size. Milk production/cow/day was determined by milk weighting, 48 hours after grazing, during two consecutive days. Statistical analysis of data was performed using mainly the SAS PROC MEANS procedure, and for stepwise regression studies the PROC REG program was used to determine total R² and partial R² for each variable included in the model. Average grazing time was 297 and 275 minutes/day for cows on pasture alone and on pasture plus soybean supplement, respectively. It was also affected (R²=0,53) by the crude protein content of diet. The forage NDF content influenced (R²=0,82) on rumination time and the bite rate was affected (R²=0,95) by the proportion of leaf blades of forage plants present in the pasture. Feeding cows with soybean supplement increased milk production. Average milk production (corrected to 4% fat) was 17.6 and 20.6 kg/cow/day for cows on pasture alone and on pasture plus soybean supplement, respectively. In general, no relevant changes on the diurnal ingestive behavior of lactating ‘Jersey’ cows kept on a cool season annual pasture were found in this study, as a result of using the soybean supplement.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/12874
Arquivos Descrição Formato
000635361.pdf (197.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.