Repositório Digital

A- A A+

Educação e Mídia na Cultura Sul-Rio-Grandense : um estudo sobre a Feira do Livro de Porto Alegre

.

Educação e Mídia na Cultura Sul-Rio-Grandense : um estudo sobre a Feira do Livro de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Educação e Mídia na Cultura Sul-Rio-Grandense : um estudo sobre a Feira do Livro de Porto Alegre
Autor Massola, Gisele
Orientador Wortmann, Maria Lúcia Castagna
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Estudos culturais
Feira do livro : Porto Alegre (RS)
[en] Cultural studies
[en] Culture
[en] Identity
[en] Media
[en] Porto Alegre book fair
[en] Regionalism
[en] Spectacle
Resumo Nesta tese, examina-se um complexo evento cultural – a Feira do Livro de Porto Alegre/RS –, realizado anual e ininterruptamente desde 1955 sob a chancela da Câmara Rio-Grandense do Livro, em parceria com o Ministério da Cultura e a Prefeitura Municipal de Porto Alegre (RS), reunindo atividades culturais de distintas ordens e mobilizando muitas práticas que delineiam identidades culturais para a cidade e para a própria Feira e seus participantes. É possível afirmar que o evento se encontra em expansão, tanto no que se refere ao espaço físico que ocupa, quanto ao que diz respeito ao número de participantes, ao qual se somam os patrocinadores, organizadores, administradores, escritores, livreiros e mídias, que, além de divulgá-lo, reiteram, por meio dele, seus compromissos com a cultura sul-rio-grandense. Muitas são as representações colocadas em circulação na Feira, que definem, posicionam e ensinam, aos sujeitos e às instituições locais, modos de integrar-se à cultura regional. Ao lado dessa configuração mais regionalista, institucionalizam-se na Feira, cada vez com mais intensidade, práticas de internacionalização voltadas a conectar esse evento da cultura gaúcha a outros em desenvolvimento na América Latina e em outros continentes. O estudo focaliza estratégias discursivas e representações associadas à produção/gestão/invenção desse evento cultural veiculadas no encarte Caderno da Feira – suplemento que circula diariamente durante a realização da Feira no jornal gaúcho Zero Hora, o qual integra o conjunto de artefatos comunicacionais do Grupo RBS. Considerou-se que tanto a Feira quanto o encarte e o jornal a que está vinculado operam como pedagogias culturais. O corpus da pesquisa abarca um acervo ampliado de 153 exemplares, do qual foram examinadas 85 edições publicadas e divulgadas nos meses de outubro/novembro, quando ocorre a Feira, dos anos de 2005 a 2013. Foram também examinados exemplares do jornal Zero Hora das décadas de 1960, 1970, 1980 e 1990 por conterem informações importantes sobre esse evento. Foram ainda examinadas seções, manchetes de capa e reportagens, incluindo as imagens nelas apresentadas, bem como notas informativas. O estudo inspira-se nos Estudos Culturais e vale-se de teorizações de autores, tais como Albuquerque Jr. (2012), Canclini (2007), Debord (1997), Fischer (2012), Freitas (2007), Hall (1997a; 2005), Kellner (2006), Sarlo (1998), Silva (2012), Silveira (2000), Yúdice (2006), Woodward (2012) e Wortmann (2010), dentre outros. As análises evidenciam as múltiplas funções do evento: nele, comemora-se o “livro”, promove-se a sua venda, destacam-se autores e autoras, divulga-se a importância da leitura, mas igualmente propagandeiam-se seus promotores, patrocinadores e gestores, além de essa festa do livro ser associada a muitos outros eventos culturais da cidade, entre os quais, estão a Bienal do Mercosul, mostras e exibições fotográficas, oficinas de criação literária, palestras, apresentações de grupos musicais diversos, etc. Tudo isso transforma o evento em um espetáculo cultural múltiplo que se tornou central à vida da cidade, não apenas durante sua realização. O estudo também aponta para a forma como, especialmente a partir da figura do patrono, são destacadas diferentes facetas da cultura sulrio- grandense, que incluíam desde um culto ao gauchismo até a configuração de uma regionalidade mais ampliada, urbana e vinculada a cânones literários.
Abstract This thesis examines a complex cultural event, the Porto Alegre Book Fair, which has been annually held since 1955 under the auspices of Rio Grande do Sul Chamber of Literature in a partnership with the Ministry of Culture and Porto Alegre City Hall. The Fair comprises different kinds of cultural activities and involves several practices which have delineated cultural identities to the city, the Fair itself and its participants. It is possible to state that the event has been expanded in terms of physical space, number of participants, sponsors, organizers, managers, writers, booksellers and media, which besides publicizing the Fair, reinsure its commitment to sul-rio-grandense culture. A number of representations have been spread by the Fair and defined, positioned and taught people and local institutions ways of integrating the local culture. Together with this regionalist configuration, internationalizing practices have been more intensively institutionalized by the Fair with the aim of connecting this gaucho culture event to other events occurring in Latin America and in other continents as well. The study is focused on discursive strategies and representations associated with the production/management/creation of this cultural event as conveyed by Caderno da Feira, a supplement of the gaucho newspaper Zero Hora which is daily published along the days in which the Fair is held. This newspaper is one of the communication artifacts owned by Grupo RBS. The Fair, the supplement and the newspaper have been regarded as cultural pedagogies. The research corpus comprehended a large collection of 153 issues, out of which 85 issues published in October and November from 2005 to 2013 were examined. Issues of Zero Hora newspaper dating back to the 60s, 70s, 80s and 90s were also examined because they contained important information about the event. Sections, cover headlines and reports were examined together with pictures and notes. The study has been grounded on Cultural Studies and has relied on theorizations by Albuquerque Jr. (2012), Canclini (2007), Debord (1997), Fischer (2012), Freitas (2007), Hall (1997a; 2005), Kellner (2006), Sarlo (1998), Silva (2012), Silveira (2000), Yúdice (2006), Woodward (2012) and Wortmann (2010), among others. The analyses have evidenced the multiple functions performed by the event: it celebrates the “book”, promotes its commercialization, highlights writers, reinforces the importance of reading, but it also adverts its promoters, sponsors and managers. Furthermore, it is associated with a number of other cultural events taking place in the city, such as Mercosur Biennial Art Exhibition, photography shows, literary workshops, lectures, musical performances, etc. All that turns this event into a multiple cultural spectacle which has become central to the city life, and not only while it is held. The study has also pointed out the way in which different facets of the sul-rio-grandense culture are highlighted, particularly considering the patron figure, comprehending from the cult of gauchism to the configuration of a larger, urban regionalism linked to literary canons.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/128881
Arquivos Descrição Formato
000975656.pdf (4.981Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.