Repositório Digital

A- A A+

O aprender como acontecimento na EAD : análise de práticas e experiências

.

O aprender como acontecimento na EAD : análise de práticas e experiências

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O aprender como acontecimento na EAD : análise de práticas e experiências
Autor Bischoff, Tânia Gomes
Orientador Fonseca, Tania Mara Galli
Co-orientador Axt, Margarete
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos Interdisciplinares em Novas Tecnologias da Educação. Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação.
Assunto Ambiente de aprendizagem
Ensino à distância
[en] Distance education
[en] Event
[en] Learning
Resumo A tese busca fazer um corte crítico às EADs, massificadas e normalizadas por mecanismos de controle em direção à serialização das subjetividades dos estudantes, problematizando a questão do aprender como acontecimento nos ambientes AVAs. Interroga até que ponto o aparato tecnológico possibilita encontros que produzam devires de uma cognição sensível e não somente o de uma recognição. Dispõe-se a cartografar e narrar situações de acontecimento no aprender a partir de análises provindas dos referenciais de Deleuze e Bakhtin considerados como intercessores que compõem o plano de reflexão. Operando a partir de situações vividas pela pesquisadora – e que posteriormente, são transformadas em narrativas- a tese aborda três posições de sujeito no ambiente AVA: a de professora, a de tutora e a de aluna e trata, dessa forma, de objetivar quando e de que forma se evidenciam nas situações analisadas o que se pode chamar de acontecimento intempestivo, do qual resultam processos de diferenciação e de diferença aos sujeitos nelas implicados. O interesse não se prende à busca de modelos, uma vez que qualquer modelo possui a desvantagem de vir a se degradar quando colocado como Ideia separada da vida, em planos transcendentes à mesma. É, portanto, a imanência que nos guia, e nossos procedimentos podem se situar na imagem da fita de Moebius, na qual corpo e pensamento se torcem e percorrem tanto a exterioridade como a interioridade, em enervantes continuidades. Nosso trabalho se passa na superfície, ali, onde formamos imagens das coisas que vemos ali onde as imagens-percebidas falam não de um extra-ser que as subsome e recalca. As imagens que produzimos pelo que vemos e pelo que também nos olha situam-se como reservatórios de potenciais a serem atualizados por nossa linguagem. O problema que concerne a nossa tese refere-se a uma questão que deve ser permanentemente problematizada para vir a ser absorvida não por sua ordem prescritiva, recognitiva e justificada, mas para tornar-se incessante desvio e crítica.
Abstract This thesis aims to make a critical cross section to EADs ( Distance Learning ) , massified and normalized by mechanism of control towards the serialization of subjectivities of the students, discussing the issue of learning as an event at AVAs ( Virtual Learning Environments ) .It questions to which extent the technological apparatus enables meetings that may produce becomings with a sensitive cognition and not only a recognition. It aims to map and narrate situations in learning stemmed from analyses of Deleuze and Bakhtin references considered as intercessors which frame the reflection plane. Operating from situations experienced by the researcher- and that afterwards are transformed into narratives- the thesis addresses three positions of the subject in AVAs environment: the teacher, the tutor and the student, and thus manages to objectify when and in which way it may become evident in the situations analyzed, what may be called an ultimate event, which result in differentiation processes and difference in the subjects involved. The interest is not restricted to the search of models once any design has the disadvantage to degrade when placed as an Idea separate from life, in its transcendent planes . It is therefore the immanence that guides us and our procedures may be situated in the image of the Moebius strip, in which body and thought entwine and meander through both externality and interiority in unnerving continuities . Our work takes place on the surface, there where we form images of the things we see, there where the images we perceive speak ,not about an extra being who represses them. The images we produce by what we see and also by what looks at us are situated as reservoirs of potentials to be updated by our language. The problem concerning tot our thesis refers to an issue that should be permanently problematized to be absorbed not by its prescriptive , recognitive and justified order but to become incessant deviation and criticism.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/128891
Arquivos Descrição Formato
000976083.pdf (2.178Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.