Repositório Digital

A- A A+

Subjetividade e trabalho : chefias intermediárias em contexto hospitalar

.

Subjetividade e trabalho : chefias intermediárias em contexto hospitalar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Subjetividade e trabalho : chefias intermediárias em contexto hospitalar
Autor Weber, Lilian
Orientador Grisci, Carmem Ligia Iochins
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Administração de recursos humanos em hospitais
Gerente : Hospitais
Gerente intermediario
Gestão hospitalar
Prazer e sofrimento no trabalho
Subjetividade e trabalho
Trabalho imaterial
Resumo Esta dissertação busca compreender os modos de vivenciar e dar sentido à experiência de gestão de chefias intermediárias de um hospital universitário público. A pesquisa desenvolveu-se através de um estudo de caso no Hospital de Clínicas, no qual participaram 23 chefias intermediárias. A coleta de dados deu-se através da constituição de um grupo, no qual se propôs uma intervenção fotográfica; de entrevistas individuais semi-estruturadas; de fontes documentais; da observação direta e de conversas informais. A análise dos dados foi realizada à luz do referencial teórico, principalmente dos seguintes autores: Carapinheiro e Foucault em relação ao hospital; Campos e Mintzberg com relação à gestão; e Bauman e Hardt e Negri em relação à subjetividade. Os resultados da pesquisa indicam que não há um modo único de ser chefia intermediária no HC; que coexistem dois modos de gestão – público e privado – em constante tensão no hospital; que os modos de gestão configuram dilemas às chefias intermediárias; que a noção do trabalho imaterial é pertinente à realidade hospitalar. Neste campo múltiplo e heterogêneo se produzem subjetividades e vislumbram-se possibilidades de vivências de prazer e sofrimento no trabalho.
Abstract This dissertation seeks to understand the ways of living and giving meaning to the administration experience of the intermediate managements of a public schoolhospital in a daily basis. Research was developed through a case study at the Hospital de Clínicas, in which 23 intermediate managements participated. Data was collected by forming a group, in which a photographic intervention was proposed; through individual semi-structured interviews; through documental sources; through direct observation and informal conversations. Data analysis was achieved based on the pertinent theoretic referential, mainly of the following authors: Carapinheiro and Foucault as regards the hospital; Campos and Mintzberg as regards administration; and Bauman and Hardt and Negri as regards subjectivity. The results of this research indicate that there is no unique way of being an intermediate management at HC; that two administration manners coexist – public and private – in constant tension; that the administration manners form dilemmas to the intermediate managements; that the notion of the immaterial work is pertinent to the hospital reality. In this multiple and heterogeneous field subjectivities are generated and possibilities of experiencing pleasure and suffering at work appear.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12895
Arquivos Descrição Formato
000632112.pdf (3.616Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.