Repositório Digital

A- A A+

Avaliação in vitro de clorexidina, amônia quaternária e ácido peracético frente a amostras de Salmonella Heidelberg isoladas de abatedouro avícola em 2005 e 2009

.

Avaliação in vitro de clorexidina, amônia quaternária e ácido peracético frente a amostras de Salmonella Heidelberg isoladas de abatedouro avícola em 2005 e 2009

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação in vitro de clorexidina, amônia quaternária e ácido peracético frente a amostras de Salmonella Heidelberg isoladas de abatedouro avícola em 2005 e 2009
Autor Colla, Fernanda Lúcia
Rodrigues, Laura Beatriz
Dickel, Elci L.
Borsoi, Anderlise
Nascimento, Vladimir Pinheiro do
Santos, Luciana Ruschel dos
Resumo Objetivou-se avaliar a ação de três princípios ativos rotineiramente utilizados na higienização de abatedouros avícolas frente a amostras de Salmonella Heidelberg isoladas em diferentes pontos da tecnologia de abate de um mesmo frigorí ico. Foram testadas 20 amostras de S. Heidelberg (14 isoladas em 2005 e seis em 2009) frente a clorexidina (0,5%), amônia quaternária (0,5%) e ácido peracético (1%) nos tempos de contato de 5, 10, 15 e 20 minutos. Todas as amostras foram sensíveis ao ácido peracético 1% em todos os tempos testados. Observou-se que 100% das amostras isoladas em 2005 foram sensíveis a amônia quaternária enquanto que as isoladas em 2009 apresentaram 33% de resistência com 5 minutos de contato e 16,6% com 10 minutos de contato. Com relação à clorexidina, 25% dos isolados em 2005 mostraram-se resistentes após 5 minutos de contato enquanto que 33% das amostras isoladas em 2009 foram resistentes neste tempo e 17% no tempo de 10 minutos de contato. Pode-se concluir que o ácido peracético teve ação in vitro sobre as amostras isola das em 2005 e 2009, enquanto que a clorexidina e a amônia quaternária tiveram sua ação reduzida frente às amostras de 2009, indicando a progressão da resistência bacteriana frente a estes sanitizantes e a necessidade de testes periódicos e rotação de princípios ativos nos programas de higienização dos frigorí icos.
Abstract The objective of this investigation was to evaluate the in vitro sensibility of Salmonella Heidelberg to three commercially available disinfectants used for sanitization in poultry slaughterhouses. A total of 20 S. Heidelberg were tested (14 isolated in 2005 and six in 2009), and as active ingredients were used chlorhexidine (0.5%), quaternary ammonium (0.5 %) and peracetic acid (1%) at contact intervals of 5, 10, 15 e 20 minutes. All isolates were found to be sensitive to peracetic acid at four speci ic contact intervals. One hundred percent of S. Heidelberg isolated in 2005 was found to be sensitive to quaternary ammonium, while 33% of 2009 isolates were resistant at a 5-minute contact interval and 16.6% at 10-minutes. With respect to chlorhexidine, 25% of the 2005 isolates were resistant at a 5-minute contact interval, 33% of the 2009 isolates were resistant with the same time, and 17% at a 10-minute contact interval. It can be concluded that the highest disinfectant activity in vitro was found to be with peracetic acid for S. Heidelberg isolates in 2005 and 2009, whereas chlorhexidine and quaternary ammonium had a reduced action against 2009 isolates, indicating the progression of bacterial resistance against these sanitizers and the need for periodic evaluation and rotation of active principles for sanitization.
Contido em Pesquisa veterinaria brasileira. Vol. 32, n.4 (abr. 2012), p. 289-292
Assunto Abatedouro avícola
Salmonella Heidelberg
Sanitizantes
[en] poultry slaughterhouse
[en] Salmonella heidelberg
[en] Sanitizers
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/128987
Arquivos Descrição Formato
000836320.pdf (60.74Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.