Repositório Digital

A- A A+

Ações dos agentes comunitários de saúde às pessoas em sofrimento psíquico : uma revisão integrativa

.

Ações dos agentes comunitários de saúde às pessoas em sofrimento psíquico : uma revisão integrativa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ações dos agentes comunitários de saúde às pessoas em sofrimento psíquico : uma revisão integrativa
Autor Buzzo, Marcelo Noschang
Orientador Kohlrausch, Eglê Rejane
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Agentes comunitários de saúde
Atenção primária à saúde
Estratégia saúde da família
Saúde mental
Resumo O objeto deste estudo foi as ações dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) às pessoas em sofrimento psíquico. Os ACS desempenham um importante papel nas equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), colaborando na identificação de problemas relevantes no território em que trabalham, dentre os quais os transtornos mentais. O trabalho do ACS, por não possuir um núcleo de conhecimento legitimado, pode ter nas tecnologias leves as principais ferramentas de trabalho. As ações dos ACS devem ser acompanhadas e orientadas pela enfermeira da Unidade de Saúde da Família. Também é de responsabilidade da enfermeira a capacitação do ACS, de acordo com a necessidade local. A Reforma Psiquiátrica e a criação do Programa Saúde da Família caracterizam um cenário privilegiado para transformações das práticas e saberes na área de saúde mental, de modo que a família passa a ser vista como elo no tratamento das pessoas, incluindo ações preventivas e de detecção precoce, que envolvem o indivíduo e sua família. O objetivo desta Revisão integrativa é identificar a produção científica sobre as ações dos ACS na ESF às pessoas em sofrimento psíquico. As informações foram coletadas nas bases de dados LILACS e BDENF, considerando publicações de 1994 a 2014. Este estudo foi construído a partir de artigos em português, incluindo pesquisas de natureza qualitativa e quantitativa, com texto completo, acesso on-line e gratuitos, perfazendo cinco publicações. Os dados foram organizados em quadro sinóptico, e os resultados apresentados em quadros e tabelas. Os achados foram organizados em duas categorias: ações dos ACS e inações. As ações dos ACS às pessoas em sofrimento psíquico foram apresentadas em três áreas temáticas, “ações dos ACS centradas na pessoa”, “ações dos ACS centradas na família” e “ações dos ACS centradas no controle de sinais e sintomas da doença”. Entre as ações centradas na pessoa, surgiram seis ações, dentre as quais a visita domiciliar (80%), escuta e conversa (60%). Entre as ações centradas na família foi identificada a visita domiciliar (40%). Nas ações centradas no controle de sinais e sintomas destacou-se o controle da medicação (80%). Na categoria inações dos ACS as mais frequentes foram aquelas ocasionadas pelo medo (60%). Os achados demonstram que o cuidado às pessoas em sofrimento psíquico é praticado de fato em serviços da atenção primária pelos ACS. As ações descritas demonstram a importância deste profissional, dado o tipo e a forma das ações realizadas, determinantes para a integralidade do cuidado, uma das diretrizes constitucionais do SUS. Por outro lado, identificou-se que o trabalho desta categoria ainda não recebe o destaque devido. É necessária maior atenção dos pesquisadores brasileiros e dos serviços com o tema, dada a importância do Agente Comunitário de Saúde no cuidado à pessoa em sofrimento psíquico.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/129027
Arquivos Descrição Formato
000975800.pdf (398.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.