Repositório Digital

A- A A+

O papel dos recursos estratégicos no desempenho competitivo internacional : casos de análises no setor vinícola do Vale do Rio Negro argentino

.

O papel dos recursos estratégicos no desempenho competitivo internacional : casos de análises no setor vinícola do Vale do Rio Negro argentino

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O papel dos recursos estratégicos no desempenho competitivo internacional : casos de análises no setor vinícola do Vale do Rio Negro argentino
Autor Fernandez, Sandra Patrícia
Orientador Fensterseifer, Jaime Evaldo
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agroindústria
Agronegócios
Competitividade
Estrategia empresarial
Procedência geográfica : Certificação de origem do produto
Vinhos : Indústria
Vinicultura
Vitivinicultura : Indicacoes geograficas
[en] Agribusiness
[en] Argentine wine-producing companies
[en] Resource-based view (VBR)
[en] Strategic resources
Resumo Baseado na questão que surge a partir do fato de que numa mesma indústria, com condições similares de mercado, algumas empresas se apresentam como bem-sucedidas e outras não, este trabalho teve como objetivo somar algumas idéias a esta discussão que preocupa tanto acadêmicos quanto líderes do setor privado e público. Tendo como base a conhecida teoria da Visão da Firma Baseada em Recursos, este trabalho fixou como objetivo indagar sobre a função diferencial cumprida pelos recursos no desempenho competitivo internacional de empresas do Vale do Rio Negro argentino dedicadas à produção e exportação de vinhos finos. Para isso, foi revisada uma vasta literatura sobre o tema, percorrendo cronologicamente seus antecedentes a partir dos quais foi desenhado um modelo de aplicação para conduzir a operacionalização do estudo. Foram selecionadas cinco empresas da região com características bem diferentes entre si. Utilizando a análise de casos, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e aplicado um questionário para obter informações sobre a valorização dos recursos tangíveis e intangíveis por parte de cada uma das empresas. Sobre cada recurso selecionado da lista oferecida, foram solicitadas explicações acerca da importância e características de valor, raridade, inimitabilidade e insubstituibilidade. Os resultados obtidos e sua interpretação permitiram dividir as empresas selecionadas em dois tipos: alto e baixo desempenho competitivo internacional. Depois disso, foram comparados os recursos escolhidos em cada grupo. Pôde ser observado que as empresas de alto desempenho valorizaram mais aqueles recursos relacionados com aspectos comerciais e de mercado e as de baixo desempenho os recursos que intervêm em aspectos de tecnologia de produção e de acesso a capital e insumos. Ambos os grupos valorizaram a importância da localização geográfica e a dotação de Recursos Naturais, de fundamental importância para a produção e elaboração de vinhos. Por último, foram citadas as contribuições teóricas e práticas do trabalho, suas limitações, além de algumas questões que foram levantadas, as quais podem ser tratadas em estudos posteriores.
Abstract In response to the question as to why within the same industry and under similar market conditions some companies are successful and others are not, this paper seeks to provide some insight into the discussion of an issue that has long puzzled both academics and leaders of the private and public sector. Within the theoretical framework of the well-known resource-based view of the firm (VBR), this paper aims to probe the differential role that resources played in the international competitiveness shown by fine wine-producing and exporting firms in the Argentine Valley of Río Negro. To this end, we reviewed the vast literature on the subject in chronological order to design an application model for the operationalization of the study. Five quite distinct companies were selected from within the region. Using the case study analysis, we conducted semi-structured interviews and applied a questionnaire to collect data on the valuation of tangible and intangible resources by each of the companies under study. Each of the selected resources on the list provided was in turn broken down into the importance and characteristics of its value, rareness, inimitability, and non-substitutability. From the results and their interpretation it was possible to divide the selected companies into two groups in terms of their international competitiveness: high- and low-performing firms. Next, the resources chosen in each group were compared. It was found that the high-performing group attaches more value to business and market-related aspects while the low-performing group favors production technology, and capital and input access. Both groups accorded importance to geographical location and natural resource endowments, key factors in wine making and production. Finally, we cite the theoretical and practical contributions of the paper as well as its limitations. Some issues to be addressed in further studies are also presented.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/12903
Arquivos Descrição Formato
000636345.pdf (4.741Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.