Repositório Digital

A- A A+

Sixteen years of pityriasis versicolor in metropolitan area of Porto Alegre, southern Brazil

.

Sixteen years of pityriasis versicolor in metropolitan area of Porto Alegre, southern Brazil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sixteen years of pityriasis versicolor in metropolitan area of Porto Alegre, southern Brazil
Outro título Dezesseis anos de pitiríase versicolor na região metropolitana de Porto Alegre, sul do Brasil
Autor Heidrich, Daiane
Daboit, Tatiane Caroline
Magagnin, Cibele Massotti
Vetoratto, Gerson
Amaro, Tais Guarienti
Scroferneker, Maria Lucia
Abstract Pityriasis versicolor is the most common of the diseases caused by Malassezia yeasts. The aim of this study is to determine the prevalence of pityriasis versicolor and its etiological aspects in the metropolitan area of Porto Alegre, Brazil. A retrospective cross-sectional study with data from patients of a reference hospital from 1996 to 2011 was performed. Collected data included: date, age, gender, ethnicity, anatomical region of lesion and the direct mycological examination results. Among the positive results in the direct mycological examination, 5.8% (2,239) were positive for pityriasis versicolor. The angular coefficient (B) was -0.3%/year, showing a decrease over the years. The disease was more prevalent in men (7.1% of men versus 5.1% of women that underwent the direct mycological examination); younger age (median 31 years old); “pardo” and black people (3.7% more than expected in the sample); trunk (73.44% of the affected anatomic sites). Lesions in rare sites (groin, genitals, legs, feet and hands) were also observed in this study. In conclusion, due to the decrease in the prevalence of pityriasis versicolor, long-term epidemiological studies in the metropolitan area of Porto Alegre, Brazil, are needed to continue the monitoring of this disease.
Resumo Pitiríase versicolor é a mais comum das doenças causadas pelas leveduras do gênero Malassezia. O objetivo do trabalho foi determinar a prevalência de pitiríase versicolor e seus aspectos etiológicos naregião metropolitana de Porto Alegre, Brasil. Foi realizado um estudo retrospectivo transversal com dados de pacientes de hospital de referência entre 1996 a 2011. Os dados coletados foram: data, idade, gênero, etnia, local anatômico da lesão e resultados do exame micológico direto. Dentre os resultados positivos do exame micológico direto, 5,8% (2.239) foram positivos para pitiríase versicolor. O coeficiente angular (B) foi -0,3%/ ano, mostrando uma diminuição ao longo dos anos. A doença foi mais prevalente em homens (7,1% dos homens versus 5,1% das mulheres que se submeteram ao exame micológico direto); jovens (mediana de 31 anos); pardos e pretos (3,7% acima do esperado para a amostra); tronco (73,4% dos locais anatômicos afetados). Lesões em locais raros (virilha, genitálias, pernas, pés e mãos) também foram observadas no estudo. Em conclusão, devido à diminuição da prevalência de pitiríase versicolor, estudos epidemiológicos de longo prazo são necessários para continuar o monitoramento da doença na região metropolitana de Porto Alegre, Brasil.
Contido em Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo. São Paulo. Vol. 57, no. 4 (July/Aug. 2015), p. 277-280
Assunto Dermatologia
Epidemiologia
Malassezia
Tinha versicolor
[en] Dermatology
[en] Epidemiology
[en] Malassezia spp.
[en] Tinea versicolor
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/129056
Arquivos Descrição Formato
000973481.pdf (251.7Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.