Repositório Digital

A- A A+

Dinâmicas vegetacionais, climáticas e do fogo com base em palinologia e análise multivariada no quaternário tardio do sul do Brasil

.

Dinâmicas vegetacionais, climáticas e do fogo com base em palinologia e análise multivariada no quaternário tardio do sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dinâmicas vegetacionais, climáticas e do fogo com base em palinologia e análise multivariada no quaternário tardio do sul do Brasil
Outro título Southern brazilian late quaternary vegetation, fire and climate dynamics based on palynological data and multivariate analysis
Autor Bauermann, Soraia Girardi
Macedo, Renato Backes
Behling, Hermann
Pillar, Valerio de Patta
Neves, Paulo Cesar Pereira das
Resumo A vegetação da região da campanha no Rio Grande do Sul é composta por formações campestres com raras e esparsas ocorrências de florestas de galeria. Uma importante questão discutida entre os botânicos é se no decorrer do Holoceno a paisagem, da região da campanha teve sempre predomínio de vegetação campestre como nos dias atuais ou se ocorreram formações florestais. Estudos palinológicos podem contribuir de maneira significativa para o entendimento desta questão. A análise preliminar da zona transicional entre as florestas e campos no Rio Grande do Sul, permite concluir que no Holoceno superior (3.000 anos A.P.) os elementos campestres dominaram o espectro polínico sobre os demais elementos pertencentes a outros tipos de formações. Significativo intercâmbio deu-se apenas dentro do mesmo hábito campestre, às vezes com prevalência de Poaceae e Baccharis (campos secos); outras vezes de Cyperaceae (campos úmidos).
Abstract The vegetation of the campanha region of the Rio Grande do Sul state is composed by field formation, with rare and sparse gallery forests along some small rivers. Palynological research have been developed in others localities of the State, mainly in areas of the coastal plain and the plateau of Serra Geral. An important question, discussed among the botanicists is if during the Holocene the landscape of the campanha region was the same that it is now or if there were restrict forest formations. Palynological studies can significativaly contribute to the understanding of this question. A preliminary analysis in a transitional zone between forests and grasslands of the Rio Grande do Sul State allow to conclude that in the late Holocene (3.000 yr. B.P.) the grasslands absolutely dominated over other vegetational formations. Significant exchanges occurred only within the grasslands, sometimes with the prevalence of Poaceae and Baccharis type (dry fields), other times of Cyperaceae (wet/uliginous fields).
Contido em Revista brasileira de paleontologia. Rio de Janeiro, RJ. Vol. 11, n. 2 (mai./ago. 2008), p. 87-96
Assunto Campanha, Região (RS)
Holoceno
Palinologia
Quaternario
[en] Brazil
[en] Holocene
[en] Palynology
[en] Rio Grande do Sul
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/129167
Arquivos Descrição Formato
000718815.pdf (4.723Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.