Repositório Digital

A- A A+

Efeitos do manejo mecânico e químico da aveia-preta no milho em sucessão e no controle do capim-papuã

.

Efeitos do manejo mecânico e químico da aveia-preta no milho em sucessão e no controle do capim-papuã

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos do manejo mecânico e químico da aveia-preta no milho em sucessão e no controle do capim-papuã
Autor Argenta, Gilber
Silva, Paulo Regis Ferreira da
Fleck, Nilson Gilberto
Bortolini, Clayton Giani
Neves, Rodrigo
Agostinetto, Dirceu
Resumo Este trabalho teve o objetivo de avaliar os efeitos do manejo mecânico e químico da palha de aveia-preta e da época de semeadura do milho após a dessecação da aveia, sobre o rendimento de grãos do milho e sobre a infestação de capim-papuã (Brachiaria plantaginea Link). No ano agrícola de (1997/98, os tratamentos constaram de dois sistemas de manejo mecânico da aveia-preta (rolada e nãorolada) e do pousio invernal (controle), da dissecação da palha de aveia-preta com dois herbicidas nãoseletivos (glyphosate e paraquat) e de duas épocas de semeadura do milho após a dessecação da aveiapreta (um e 15 dias). Na estação de crescimento 1998/99, foram avaliados cinco sistemas de manejo da aveia-preta (rolada, roçada e dessecada com glyphosate, com glufosinate e com paraquat), e pousio invernal, como controle. O atraso de 15 dias na semeadura do milho após dessecação da aveia-preta aumentou o acúmulo de N, a produção de massa seca e o rendimento de grãos de milho. O rendimento de grãos de milho cultivado em sucessão à aveia-preta não foi influenciado pela forma de manejo mecânico ou pelo herbicida utilizado na dessecação da aveia-preta. A rolagem da aveia-preta foi mais eficiente em prevenir o estabelecimento de infestação de capim-papuã do que sua manutenção em pé.
Abstract The objective of this experiment was to evaluate the effects of mechanical and chemical management of oat straw and of sowing dates of maize after oat desiccation on maize grain yield and on alexandergrass (Brachiaria plantaginea Link) infestation. In 1997/98, treatments were composed by two mechanical management systems of oat (rolled or not) and bare area as the control, by two herbicides (glyphosate and paraquat) applied to desiccate oat straw and by two maize sowing dates after desiccation (one and 15 days). In the 1998/99 growing season, five management systems of oat straw (rolled, cleared and desiccated with glyphosate, glufosinate and paraquat) and a bare area used as check were tested. Delay of maize sowing date in 15 days after oat straw desiccation increased N accumulation, dry matter production per plant and grain yield of maize. Maize grain yield in succession to oat was not influenced by management system of oat straw. Rolling oat straw provided the best control of alexandergrass infestation.
Contido em Pesquisa Agropecuária Brasileira: 1977. Brasília. Vol. 36, n. 6 (jun. 2001), p. 851-860
Assunto Aveia forrageira
Erva daninha : Matologia
Herbicida
Milho
Palha
Papuã
Prática cultural : Cultivo sequencial
[en] Avena strigosa
[en] Brachiaria plantaginea
[en] Crop management
[en] Desiccation
[en] Zea mays
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/129368
Arquivos Descrição Formato
000303339.pdf (265.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.