Repositório Digital

A- A A+

Gênese e classificação de solos do Jardim Botânico de Porto Alegre, RS

.

Gênese e classificação de solos do Jardim Botânico de Porto Alegre, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gênese e classificação de solos do Jardim Botânico de Porto Alegre, RS
Outro título Soil genesis and classification of Porto Alegre (RS) Botanic Garden
Autor Silva, Luis Fernando da
Orientador Nascimento, Paulo Cesar do
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo.
Assunto Classificacao do solo
Fisica do solo
Mineralogia do solo
Morfologia do solo
Química do solo
Resumo O conhecimento das características dos recursos naturais em áreas onde se desenvolvem atividades relacionadas ao meio ambiente é condição fundamental para o estabelecimento de formas sustentáveis de utilização destes recursos. No Jardim Botânico de Porto Alegre (JB-PoA) não existem estudos detalhados que investiguem a caracterização e processos de formação do solo. O objetivo do estudo foi caracterizar e classificar perfis representativos da ocorrência de solos no JB-PoA, bem como relacionar a sua distribuição na paisagem às características do ambiente. Para a descrição morfológica e coletas de amostras de solo foram selecionados quatro perfis localizados no terço superior, terço médio, sopé e várzea. A granulometria dos perfis P1 e P3 indicou gradiente textural acentuado, com horizonte B textural e B plânico, respectivamente. A relação Fed/Fes foi maior nos perfis da posição superior (P1 e P2), indicando maior intemperismo. A relação Feo/Fed aumentou nos perfis P3 e P4, com maior participação dos óxidos de ferro de baixa cristalinidade em ambiente redutor. No Argissolo (P1), a cerosidade e o aumento da relação argila fina/argila total em profundidade confirmam o processo de lessivagem. No Cambissolo (P2), o relevo mais inclinado influenciou o menor desenvolvimento pedogenético deste, com solum pouco espesso e maior presença de minerais primários alteráveis. No Planossolo (P3), a drenagem imperfeita favoreceu o processo de ferrólise e a ocorrência de mudança textural abrupta. No Gleissolo (P4), a permanência da água imprimiu as cores acinzentadas relacionadas à gleização. O predomínio do relevo em forma de colina resultou no maior intemperismo e desenvolvimento pedogenético dos solos estudados.
Abstract Knowledge of natural resources characteristics in areas where activities related to the environment are developed is a fundamental condition for establishing sustainable ways of using these resources. In the Porto Alegre Botanic Garden (JB-PoA) there are not more detailed studies that investigate the characterization and the processes of soil formation. The objective of this study was to characterize and classify representative profiles of the occurrence of soils in the JB-PoA, as well as relate their distribution on the landscape according to environmental characteristics. For the morphological description and collecting soil samples were selected four profiles located in the summit-shoulder transition, backslope, footslope and toeslope. Granulometric distribution of the profiles P1 and P3 indicated sharp textural gradient, with presence of textural and plânico B horizons, respectively. The Fed/Fes relationship was greater in the profiles located in the upper position (P1 and P2), indicating greater weathering. The Feo/Fed relationship increased in P3 and P4 profiles, indicating greater participation of iron oxides of low crystallinity in reducing environment. The results confirmed the occurrence of lessivage pedogenic process in Ultic Hapludalf (P1), with presence of clay skins and increased fine clay/total clay ratio in greater depth. In Oxic Dystrudept (P2) greater slope influenced less pedogenic development, showing little thick and greater presence of weatherable primary minerals. In Oxyaquic Hapludalf (P3) profile, poor drainage favored the process of ferrolysis and the formation of abrupt textural change. In Humaqueptic Endoaquent (P4), greater water residence contributed to grey colors related to gleization. The predominance of moderately steep relief resulted in increased weathering and soil development.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/129421
Arquivos Descrição Formato
000976483.pdf (2.868Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.