Repositório Digital

A- A A+

Efeito da suplementação sobre o crescimento e desenvolvimento de fêmeas Brangus

.

Efeito da suplementação sobre o crescimento e desenvolvimento de fêmeas Brangus

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito da suplementação sobre o crescimento e desenvolvimento de fêmeas Brangus
Outro título Effect of supplementation on growth and development of brangus heifers
Autor Lopez Gonzalez, Fredy Andrey
Orientador Lobato, Jose Fernando Piva
Co-orientador Tarouco, Jaime Urdapilleta
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Carcaça
Gordura animal
Músculo
Novilha de corte
Nutricao animal
[en] Back fat thickness
[en] Rib eye area
[en] Rump fat
Resumo O objetivo deste estudo foi avaliar a resposta de crescimento e desenvolvimento tecidual de gordura e músculo, através de medidas seriadas obtidas por ultrassom em fêmeas Brangus após desmama, até os 16 meses de idade em diferentes manejos alimentares. O trabalho envolveu 43 fêmeas da raça Brangus. No início do estudo os animais apresentavam uma média de peso vivo (PV) ajustado aos 205 dias de idade de 172.9 ± 18.45 kg e foram distribuídos aleatoriamente em quatro tratamentos de manejo alimentar (MA). O tratamento 1 (T1, n = 9) com média de PV e erro padrão de 160.1 ± 2.5 kg, respectivamente. O tratamento 2 (T2, n = 9) 158.1 ± 4.4 kg, tratamento 3 (T3, n = 9) 167.3 ± 3.8 kg e tratamento 4 (T4, n = 16) 170.8 ± 3.6 kg. As características peso vivo, área do músculo longissimus (AOL) e espessura de gordura subcutânea (EGS) foram mensuradas dos 205 até os 485 dias de idade, enquanto que espessura de gordura na picanha (EGP) foi mensurada dos 261 até os 485 dias de idade. O peso vivo, AOL, EGS e EGP foram avaliados a cada 56 dias. O ganho médio diário (GMD) de PV apresentou uma grande influência no crescimento e na deposição dos tecidos muscular e adiposo, sendo necessários ganhos acima de 0.566 kg/dia, para que possa ocorrer o crescimento destes tecidos. A deposição de gordura de cobertura pode ser comprometida em animais que experimentam ganhos médios diários menores que 0.401 kg/dia na fase de recria, culminando com perda de escore corporal. Nas condições deste estudo, o manejo alimentar T4 mostrou impacto no aumento do peso vivo e deposição tecidual de gordura e músculo aos 16 meses de idade. O manejo alimentar com suplementação energética diária por um período de 112 dias durante o inverno sob condições de pastoreio, afetou positivamente a percentagem do peso vivo maduro aos 16 meses de idade, o crescimento e o desenvolvimento da área do músculo longissimus, espessura de gordura na costela e espessura de gordura na picanha. As magnitudes das taxas de ganho de peso vivo são determinantes na deposição tecidual de gordura e músculo. A ultrassonografia em tempo real é uma tecnologia que pode ser utilizada para estimar o desenvolvimento tecidual da gordura e músculo com medidas repetidas no tempo, para ser utilizada como ferramenta de manejo e método de seleção de novilhas de reposição para obtenção de eficiência no sistema de produção.
Abstract The objective of this study was to evaluate the growth and tissue development of fat and muscle through serial measurements obtained by ultrasound in Brangus females after weaning until 16 months of age under different feeding management. The study involved 43 Brangus breed females. At the begin of study the animals had an average body weight (BW) set at 205 days of age of 172.9 ± 18.45 kg and were randomized into four feeding management treatments (MA). Treatment 1 (T1, n = 9) with an average of BW and standard error of 160.1 ± 2.5 kg, respectively. Treatment 2 (T2, n = 9) 158.1 ± 4.4 kg, treatment 3 (T3, n = 9) 167.3 ± 3.8 kg and Treatment 4 (T4 n = 16) 170.8 ± 3.6 kg. The characteristics BW, rib eye area (REA), back fat thickness (BF), were measured from 205 to 485 days of age, while rump fat (RF) was measured from 261 to 485 days age. Body weight, REA, BF and RF were evaluated every 56 days. The average daily gain (ADG) had a strong influence on growth and deposition of muscle and fat tissues, requiring gains above of 0.566 kg/day, to occur growth of these tissues. The deposition of fat cover may be compromised in animals with average daily gain lower than 0.401 kg/day in the growing phase, culminating in loss of body score condition. In our study, feeding management T4 showed impact on the increase of body weight and tissue deposition of fat and muscle to 16 months of age. The feeding regime with daily energy supplementation for a period of 112 days during the winter under grazing conditions, positively affected the percentage of mature body weight at 16 months of age, growth and development of rib eye area, back fat thickness and rump fat. The magnitudes of live weight gain rates are crucial in tissue deposition of fat and muscle. The real-time ultrasound is a technology that can be used to estimate the tissue development of fat and muscle with repeated measures over time, to be used as a management tool and replacement heifer selection method for obtaining efficient production system.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/129460
Arquivos Descrição Formato
000976514.pdf (1.522Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.