Repositório Digital

A- A A+

Adaptação transcultural e fidedignidade da self-care of hypertension index para uso no Brasil

.

Adaptação transcultural e fidedignidade da self-care of hypertension index para uso no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Adaptação transcultural e fidedignidade da self-care of hypertension index para uso no Brasil
Autor Silveira, Luana Claudia Jacoby
Orientador Silva, Eneida Rejane Rabelo da
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Escalas
Fatores culturais
Hipertensão
Resumo As taxas de adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico que envolvem aspectos relacionados ao autocuidado e mudanças no estilo de vida de pacientes hipertensos ainda são subótimas. Nesta perspectiva, desenvolveu-se este estudo para adaptar transculturalmente e avaliar a fidedignidade da Self Care of Hypertension Index, uma escala americana de avaliação de autocuidado de pacientes hipertensos. Trata-se de um estudo metodológico, no qual foi realizada a adaptação transcultural do instrumento através das seguintes etapas: tradução, síntese da tradução, retrotradução, síntese da retrotradução, revisão por um comitê de especialistas e o pré-teste. Durante o processo de adaptação transcultural foram implementadas algumas orientações e modificações semânticas e culturais nas questões. O comitê de especialistas conferiu ao instrumento validade e equivalência transcultural. Após esta etapa, foram realizadas análises de concordância interobservador e fidedignidade do instrumento em que os resultados demonstraram concordância substancial e concordância quase perfeita, respectivamente. A versão adaptada para o português do Brasil foi denominada de Escala de Autocuidado de Hipertensão versão Brasileira (EAC-HI). Concluímos com estes resultados que a EAC-HI está adaptada transculturalmente e traduzida para o português do Brasil. A partir deste processo sugerimos a realização de análises psicométricas mais elaboradas a fim de tornar a escala apta para ser utilizada nessa população.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/129636
Arquivos Descrição Formato
000971728.pdf (978.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.